• 15/09/2020 11:56
Renda Brasil

Secretário de Guedes não comenta declaração do presidente sobre “cartão vermelho” à equipe econômica

  • 15/09/2020 11:56
  • Brasília
Secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida,durante fala à imprensa no Palácio do Planalto.
Secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida,durante fala à imprensa no Palácio do Planalto.| Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil

O secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, não atendeu aos pedidos da imprensa para comentar a decisão do presidente Jair Bolsonaro de desistir de criar o Renda Brasil e de dar "cartão vermelho" a quem propusesse congelar aposentadorias. "O presidente da República já se manifestou sobre o assunto e não cabe a mim tecer comentários", disse em coletiva de imprensa que acontece neste momento para comentar as projeções do governo para o PIB. Na manhã desta terça-feira (15), Bolsonaro vetou as ideias da equipe econômica para viabilizar o Renda Brasil e afirmou que demitiria quem propusesse medidas como congelamento de aposentadorias e pensões e corte de benefícios sociais. As ideias partiram da equipe equipe econômica, em especial da secretaria especial de Fazenda, comandada por Waldery Rodrigues Júnior, um dos oito secretários especiais de Paulo Guedes (ministro da Economia). Sachida é subordinado a Waldery e fazia parte da equipe que elaborava o Renda Brasil.

Tudo sobre:

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.