Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), disse nesta segunda-feira (25) que o projeto de lei que revê a política de desoneração da folha de pagamento só deverá ser votado a partir de 10 de junho. Cunha participou de reunião com o vice-presidente Michel Temer, o ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, e o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, durante a tarde.

“A única exceção que abriremos esta semana é para a reforma política e, se porventura houver alguma alteração nas MPs no Senado (que alteram benefícios trabalhistas e previdenciários) e (essas MPs) voltarem para Câmara”, comentou brevemente o presidente da Câmara.

O projeto enviado pelo governo ao Congresso altera as desonerações da folha concedidas a 56 setores da economia, com elevação de 1% para 2,5% da alíquota de contribuição previdenciária sobre a receita bruta para a indústria e de 2% para 4,5% para empresas de serviços.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]