Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
PUBLICIDADE

lista

Conheça cinco franquias para investir no mercado pet

Setor espera faturar R$ 19,2 bilhões em 2016 e crescer 6,7% na comparação com o ano anterior

  • Da Redação
Unidade da Petland em Curitiba | Antônio More/Gazeta do Povo
Unidade da Petland em Curitiba Antônio More/Gazeta do Povo
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Com uma previsão de crescimento de 6,7% neste ano e expectativa de faturamento de R$ 19,2 bilhões, o mercado pet começa a atrair as primeiras franquias. São pet shops, clínicas veterinárias e redes especializadas em produtos e serviços para animais de estimação que apostam no franchising para ganhar escala.

Acompanhe a Gazeta do Povo no LinkedIn

O Brasil é o segundo maior país do mundo em população de animais de estimação, com 132,4 milhões de pets. São 52,2 milhões de cachorros, 37,9 milhões de aves, 22,1 milhões de gatos, 18 milhões de peixes e 2,21 milhões de outros pequenos animais. Os dados são de 2013, último ano de realização da pesquisa pelo IBGE.

Em 2015, o faturamento do setor pet e veterinário atingiu a marca de R$ 18 bilhões, um aumento de 7,4% quando comparado ao ano anterior. O ramo de alimentação é responsável por 67% da receita do setor, seguido pelo segmento de serviços (18%), pet care (8%) e serviços veterinários (7%).

Confira algumas oportunidades de franquias no mercado pet:

Animal Place

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2016/09/30/Economia/Imagens/Cortadas/Animal Place-kfFH-ID000002-1024x576@GP-Web.JPG

A Animal Place é um centro de cuidados de animais de estimação que oferece de maneira integrada os serviços de pet shop, centro estético, hospital veterinário e hotel. A rede foi fundada em 1997 em São Paulo pelo médico veterinário Jorge Morais e já tem duas unidades franqueadas, também no estado paulista. Em 2015, a empresa faturou R$ 3 milhões e a expectativa é crescer uma média de 15% a 20% neste ano.

O investimento para abrir uma loja da marca é de R$ 238.550, valor que inclui taxa de franquia,capital de giro, reforma do ponto e equipamentos. O faturamento médio mensal de uma unidade é de R$ 50 mil e a lucratividade esperada é de 15% a 20% sobre o faturamento líquido. O retorno do investimento acontece em até 18 meses e são necessários seis funcionários por unidade. A rede também cobra taxa de royalties de 5% sobre o faturamento bruto e taxa de propaganda de 3%.

Clinicão Veterinária

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2016/09/30/Economia/Imagens/Futuro/Clinicao.jpg
Reprodução

Com 23 anos de mercado, a Clinicão Veterinária é uma clínica para pets especializada em consultas, vacinações e serviços de banho e tosa. A sede da marca fica em Guaratinguetá (SP) e a empresa formatou o negócio para virar franquia neste ano. Até o momento, não há nenhuma unidade franqueada.

A Clinicão oferece dois modelos de lojas: consultório veterinário de 50 m² ou clínica veterinária de 100 m². A primeira opção inclui somente o serviço de banho e tosa, vacinações e venda de medicamentos. Já a clínica oferece, também, exames e consultas.

Para abrir um consultório, o investimento total é de R$ 237 mil, com tempo de retorno entre 16 e 24 meses. O faturamento médio mensal da unidade é de R$ 100 mil. Já para a opção de clínica o investimento total é de R$ 403 mil. A unidade terá faturamento médio mensal de R$ 135 mil e o retorno do investimento inicial acontece em até 26 meses.

Em ambos os casos, o franqueado deverá desembolsar 6% do faturamento bruto para pagar a taxa de royalties e 1,5% para taxa de propaganda.

Padaria Pet

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2016/09/30/Economia/Imagens/Cortadas/Padaria Pet-481-kfFH-U20930201050c7H-1024x576@GP-Web.jpg

A Padaria Pet é uma empresa inaugurada há mais de um ano que vende petiscos, doces e bebidas para pets. No cardápio estão inclusos itens como sorvetes, cervejas, brigadeiros, biscoitos e bombons. A primeira loja da padaria foi lançada em São Paulo e a ideia dos fundadores é expandir o formato para os demais estados da região Sul e Sudeste através de franquias.

A empresa oferece o modelo de microfranquia, chamado de Cantinho Padaria Pet. O investimento total para montar o negócio é de R$ 8,8 mil, valor dividido entra as instalações e produtos. O faturamento mensal gira entre R$ 4 mil a R$ 18 mil e o retorno do investimento acontece em até 12 meses. Não há taxas de royalties e propaganda.

Petland

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2016/09/30/Economia/Imagens/Cortadas/Petland-AM (3)-kXC-U20930201050xgC-1024x576@GP-Web.JPG
Antônio More/Gazeta do Povo

A Petland é uma rede americana de pet shops que a partir de 1970 iniciou seu processo de expansão via franquias e entrou em 19 países, incluindo o Brasil. O foco da marca é a venda de acessórios, como brinquedos, camas, roupas e produtos em geral, mas as unidades também comercializam rações e medicamentos e oferecem serviço de banho e tosa. Há também o serviço de venda de filhotes.

É possível abrir lojas compactas ou completas. A versão mais enxuta sai por R$ 289 mil e o faturamento médio mensal é de R$ 1,2 mil por metro quadrado, para uma unidade de 80 m². Já as lojas completas, que incluem o serviço de venda de filhotes, exigem investimento total de R$ 640 mil, com tamanho médio de 180 m². O faturamento também é de R$ 1,2 mil por metro quadrado.

Em ambos os casos, o tempo de retorno do investimento varia entre 24 e 36 meses. A Petland também cobra taxa de royalties de 5% sobre o faturamento e taxa de propaganda de 2%. Já são 28 unidades abertas no Brasil.

100% Pet

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2016/09/30/Economia/Imagens/Cortadas/100% Pet-kv7E-U209302010500GI-1024x576@GP-Web.jpg
Reprodução/Facebook

Com três lojas próprias e cinco unidades franqueadas, a 100% Pet é uma rede especializa em produtos e serviços para animais. Com sede em Campinas (SP), as lojas da marca vendem alimentos e acessórios e possuem centro de estética para banho e tosa e atendimento veterinário. A marca também organiza feiras de adoções.

Para ser um franqueado, o investimento total varia entre R$ 366 mil e R$ 1,4 milhão, valor que inclui taxa de franquia, capital de giro e dinheiro para instalação da loja. Uma unidade deve ter, no mínimo, 150 m² e pode chegar a mil m², dependendo da cidade. É necessário contratar uma equipe de seis a 12 funcionários.

O faturamento médio mensal é de R$ 160 mil, mas o valor pode variar dependendo do tamanho da unidade. O retorno do investimento acontece entre 30 e 48 meses. O franqueado pagará mensalmente 5% do seu faturamento bruto em royalties, além de 1% que será investido em propaganda.

o que você achou?

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Economia

PUBLICIDADE