i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Aviação

Greve de aeronautas causa atrasos e cancelamentos

Categoria cruzou os braços por duas horas na manhã desta quarta

  • PorAngieli Maros e Jéssica Sant’Ana
  • 03/02/2016 06:56
 | Antonio More/Gazeta do Povo
| Foto: Antonio More/Gazeta do Povo

A paralisação dos aeroviários provocou uma sequência de atrasos e cancelamentos de voos em todo o país nesta quarta-feira (3). A categoria pretendia cruzar os braços durante duas horas, a partir das 6 horas, em 12 aeroportos. A previsão da Infraero é que haja um “efeito cascata”,com problemas nos aeroportos ao longo do dia.

No Aeroporto Afonso Pena, na Região Metropolitana de Curitiba, nenhum voo saiu entre 6h e 8h. Às 8 horas havia oito voos atrasados e seis cancelados, sendo a maioria para São Paulo. A paralisação provocou filas grandes no check-in e mesmo voos remarcados para depois das 8h estavam atrasados. O primeiro voo decolou somente às 8h25. Às 10 horas, eram registrados 11 cancelamentos e 19 atrasos, entre os 36 voos previstos para o Afonso Pena.

FOTOS: Veja imagens da paralisação no Afonso Pena

A gerente de projetos Gislene Oliveira tinha um voo para São Paulo, onde tinha uma reunião com um cliente, marcado para 6h07. Ele foi cancelado e até as 8h ela não tinha informações sobre um novo horário de embarque. “Eu sabia da greve, mas vim assim mesmo porque não posso perder essa reunião”, disse.

Greve de pilotos e comissários começa nesta quarta (3); saiba como agir

Leia a matéria completa

Um grupo de professores que ia para um encontro em Três Lagos, no Mato Grosso do Sul, teve o voo para Campinas, que saía às 6 horas, cancelado. Eles perderam a conexão e teriam de remarcar a passagem para sair de Curitiba às 14 horas, com o inconveniente de ter de fazer o trecho entre Campinas e Três Lagos por via terrestre. Eles não sabiam da greve e, por isso, não alteraram o dia da viagem.

Segundo a Infraero, às 10 horas havia 264 voos atrasados no país (39,3% do total) e outros 121 cancelados (18% do total). A paralisação acontece no Recife, em Porto Alegre, Brasília, Salvador, Curitiba, Rio, Florianópolis, Campinas e Fortaleza.

A adesão dos trabalhadores à paralisação é nacional, motivada por desacordos no reajuste salarial dos trabalhadores do setor. Segundo a categoria, as empresas se recusam a conceder reajuste mínimo, que capaz de repor as perdas inflacionárias acumuladas em 2015. A data-base dos trabalhadores venceu em 1º de dezembro e as empresas ofereceram 11% de aumento parcelado em duas vezes, proposta que não foi aceita.

O presidente do Sindicato dos Aeronautas, Adriano Castanho, cerca de 700 trabalhadores aderiram à greve. “Todas as nossas tentativas de negociação foram frustradas porque eles (sindicatos patronais) são resistentes. Entendemos que a situação do país é dificil, mas acatar a proposta deles (escalonar o aumento) é inaceitável”,- falou.

Diante da greve, a TAM informa que liberou os passageiros da taxa de remarcação de passagens e do pagamento da diferença de tarifas para a mudança de voos nacionais previstos entre 6h e 18h e para voos internacionais entre 6h e 8h.

  • Aeroviários cruzaram os braços por duas horas na manhã desta quarta.
  • Salas de embarque ficaram fechadas durante o período.
  • Com a greve, filas se formaram no saguão de check-in.
  • As aeronaves ficaram paradas até pouco depois das 8 horas.

Você sofreu algum transtorno por causa da paralisação dos aeroviários? Deixe seu comentário.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.