Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Na foto, a simulação de como funcionará o pagamento por QR-Code da iti.
Na foto, a simulação de como funcionará o pagamento por QR-Code da iti.| Foto: iti/Itaú/Reprodução

Para não ficar para trás de bancos digitais e fintechs, o Itaú Unibanco anunciou nesta segunda-feira (13) o lançamento da plataforma iti. Com previsão de começar a operar no próximo mês de julho, a plataforma vai permitir transferências entre pessoas físicas e pagamentos instantâneos no varejo por meio de QR Code® .

Já de olho na regulamentação desse tipo de operação pelo Banco Central e nas possibilidades que o open banking como um todo devem abrir no país, a iti é aberta, ou seja, o cliente pessoa física não precisará ser correntista Itaú, nem o lojista não precisará ser cliente Rede para usar a plataforma.

“Em nosso aplicativo, pagadores podem cadastrar cartões de crédito de qualquer instituição financeira ou creditar valores para qualquer conta bancária. Não é preciso ter cartão ou conta corrente Itaú para usar o iti. Ele está aberto para todos os brasileiros”, explica Livia Chanes, diretora e uma das idealizadoras da plataforma. Segundo ela, o serviço é gratuito dentro da plataforma, e saques e transferências estão isentos de qualquer taxa até o final do ano.

O lançamento também representa uma nova frente de atuação do Itaú para além do acirramento da guerra das maquininhas, já que a plataforma dispensa o uso de maquininha e cartão físico e promete aos lojistas, autônomos e empreendedores o recebimento de suas vendas na mesma hora.

“Estamos transformando o nosso modelo de negócio. Ter o iti será a maneira mais fácil e barata para um indivíduo, seja ele bancarizado ou não, receber e transferir seus recursos. Queremos ser protagonistas nessa construção de uma sociedade mais tecnológica, empreendedora e inclusiva”, afirmou Márcio Schettini, diretor geral de Varejo do Itaú Unibanco, em comunicado distribuído à imprensa.

Na prática, o iti foi concebido para ser uma plataforma digital simples de serviços financeiros ancorada numa conta digital, mas não vai parar por aí. Em breve, segundo o Itaú, a plataforma também contará com produtos e soluções de crédito, investimentos, seguros, cartão de crédito e muito mais - um movimento parecido ao do Bradesco com o banco digital Next e a plataforma Pi.

Como vai funcionar

Será preciso, primeiro, baixar o aplicativo e fazer o cadastro com alguns dados básicos, sem necessidade de comprovação de renda. Em seguida, o cliente poderá adicionar dinheiro à sua conta iti por meio de uma transferência ou pagando, onde ele quiser, um boleto gerado sem custo no próprio aplicativo.

Após essa etapa, basta apontar a câmera do celular para o QR Code® para realizar pagamentos ou transferências gratuitas selecionando um contato na agenda. Também é possível cadastrar na plataforma cartões de crédito de qualquer instituição para pagar ou transferir.

O iti estará disponível para smartphones iOS e Android já no terceiro trimestre de 2019.

6 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]