Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Segundo a pesquisa da Robert Half, um em cada seis trabalhadores com 35 anos ou mais se sente infeliz. | Bigstock
Segundo a pesquisa da Robert Half, um em cada seis trabalhadores com 35 anos ou mais se sente infeliz.| Foto: Bigstock

Jovens têm menor probabilidade de odiar seus empregos — e a idade “da virada” é perto dos 35 anos. É o que descobriu uma pesquisa realizada pela Robert Half, uma das principais empresas de recrutamento no mundo, após entrevistar mais de duas mil pessoas no Reino Unido.

LEIA MAIS sobre Carreira

Segundo a pesquisa, um em cada seis trabalhadores com 35 anos ou mais se sente infeliz. O número é mais do que o dobro do número daquele encontrado entre as pessoas mais jovens e insatisfeitas com o seu trabalho.

A partir dos 55 anos, a situação é mais grave: quase um terço diz não receber valorização em suas funções — sendo que 16% destes últimos diziam não ter amigos no trabalho. Entre os prováveis motivos para isso estão fatores como o aumento das responsabilidades, tanto no trabalho quando em casa. Embora os salários sejam mais altos nessa fase, os gastos também se multiplicam.

LEIA TAMBÉM: Como transformar o emprego possível no “dos sonhos”

Em nota, o diretor sênior da Robert Half, Phil Sheridan, ressaltou a importância de conseguir tempo para investir na equipe e de não negligenciar a felicidade, pelo bem de todos. Outra pesquisa, pela Universidade de Warwick, sugere que funcionários felizes tendem a ser até 12% mais produtivos.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]