Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Marcia Friggi: reação violenta de estudante | Reprodução / Facebook
Marcia Friggi: reação violenta de estudante| Foto: Reprodução / Facebook

Uma professora catarinense ficou ferida nesta segunda-feira após ter sido agredida dentro da escola por um aluno de 15 anos. Marcia Friggi, de Indaial (SC), relata ter recebido uma sequência de socos depois de ter expulsado o estudante de sala por mau comportamento. O caso aconteceu no CEJA (Centro de Edução de Jovens e Adultos) da cidade.

Em uma publicação feita no Facebook no início da tarde, Marcia deu detalhes do incidente, que ocorreu após ela ter pedido que o aluno colocasse o livro sobre a mesa.

“Eu coloco o livro onde eu bem quiser”, foi a resposta do garoto. Depois de ser contestado, ele ofendeu a professora com um termo chulo e foi expulso de sala. Ao acompanhar o aluno, a professora acabou sendo agredida com uma sequência de socos.

A professora se disse “dilacerada”. “Estou dilacerada por ter sido agredida fisicamente. Estou dilacerada por saber que não sou a única, talvez não seja a última”, disse.  Ela também divulgou uma sequência de fotos que a mostram com o rosto sangrando logo após a agressão. 

Gazeta do Povo entrou em contato com a prefeitura de Indaial, que informou repudiar “qualquer tipo de agressão física ou moral” e que irá prestar “o apoio necessário para a professora”.  Confira a nota na íntegra abaixo:

Nesta segunda-feira, 21 de agosto, uma professora da rede pública municipal de Educação de Indaial foi agredida por um aluno no Ceja (Centro de Educação de Jovens e Adultos), local de trabalho da profissional. Sobre o fato, a Secretaria de Educação de Indaial esclarece:

a) A Secretaria repudia qualquer tipo de agressão física ou moral, independentemente da motivação;

b) Após a ocorrência, a direção do Ceja prestou apoio à professora, levando-a para realizar o Boletim de Ocorrência e na sequência receber atendimento médico no Hospital Beatriz Ramos, onde foi medicada e encaminhada a sua residência;

c) A Secretaria de Educação está acompanhando todos os fatos e continuará prestando o apoio necessário para a professora.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]