i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Direitos de Transmissão

Após novela, Athletico e Coritiba recebem cota da Turner; veja os valores

  • 04/09/2020 13:53
Após novela, Athletico e Coritiba recebem cota da Turner; veja os valores
| Foto: Albari Rosa/Foto Digital/Gazeta do Povo

Depois de meses de novela, Athletico, Coritiba, Bahia, Ceará, Fortaleza, Internacional, Palmeiras e Santos finalmente começaram a receber a cota de TV fechada do Brasileirão 2020.

A Turner, dona do canal TNT, iniciou em setembro o pagamento de R$ 9,6 milhões por clube. A quantia, que é referente a 50% do contrato, será quitada em três parcelas mensais. O restante do acordo (25% de audiência e 25% por desempenho) será pago após o término da temporada.

Parcelas atrasadas vinculadas à compensação pelas luvas extras pagas ao Palmeiras, em 2016, também estão sendo quitadas pelo conglomerado de mídia.

Segundo apurou a reportagem, o valor total da temporada é de R$ 154,6 milhões. O Fortaleza, que tem contrato individual bem abaixo dos rivais, agora está em um patamar de igualdade. Os outros sete clubes abriram mão de valores para que isso acontecesse.

Turner segue até o fim da temporada 2021

A Turner, que no início do ano cogitava abandonar as transmissões do Brasileirão, seguirá até o fim da temporada 2021.

Depois desse prazo, a empresa tem a opção de encerrar os contratos sem pagamento de multa, o que deve acontecer. Neste caso, os clubes retomam seus direitos de televisão fechada. A intenção deles é negociar em grupo com outro canal e já há sondagens no mercado.

Originalmente, o contrato com a Turner, assinado em dezembro de 2016 e iniciado em 2019, terminaria somente no fim de 2024. O Internacional, no entanto, é exceção: o time gaúcho assinou com o SporTV para 2021 e fica apenas mais esta temporada na TNT.

Entenda o caso da cota da Turner no Brasileirão

No início de agosto, a Gazeta do Povo noticiou que as equipes estavam muito perto de resolver o longo imbróglio com o grupo de mídia americano. A bandeira branca veio após meses de muitos conflitos.

Em abril, a Turner abriu guerra contra seus contratados, quando enviou de surpresa notificações extrajudiciais citando o contrato do Brasileirão. A empresa alegou quebra de cláusulas que gerariam multas rescisórias de R$ 287 milhões para cada um dos times, que contestaram a legalidade da ofensiva.

A ideia inicial dos americanos era se livrar do produto Brasileirão sem pagar nada, mas a tarefa se provou complicada por diversos aspectos. Após o surgimento da Medida Provisória 984 e do aumento da pressão dos clubes, que fizeram lobby junto ao presidente Jair Bolsonaro, houve recuo na ideia.

Um caminho judicial foi considerado muito demorado e incerto pela programadora, que decidiu tentar resgatar o relacionamento. Em maio, os clubes já haviam decidido juntar forças e formar um bloco de negociação. A empresa de mídia Livemode foi contratada para mediar as tratativas. A participação, aliás, foi essencial para que um improvável acordo fosse delineado.

Turner desistiu da MP 984

A Turner até cogitou utilizar a MP do mandante para aumentar seu cardápio de jogos, mas sofreu derrotas na Justiça e aparentemente abandonou a ideia. Atualmente, a TNT pode mostrar 56 jogos da Série A, sempre envolvendo seus oito contratados.

Caso a empresa tivesse uma decisão favorável, teria 152 jogos para escolher – todos os de Athletico, Coritiba, Bahia, Ceará, Fortaleza, Internacional, Palmeiras e Santos como mandantes. No entanto o número máximo de transmissões, por contrato, é de 76 partidas na temporada.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.