Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Dirigentes de Athletico, Coritiba e mais seis clubes se reúnem com Bolsonaro
| Foto: Divulgação, Palácio do Planalto

O presidente Jair Bolsonaro recebeu, nesta terça-feira (30), dirigentes de oito clubes da Série A do Campeonato Brasileiro para uma reunião seguida de um almoço no Palácio do Planalto. Os representantes de Athletico, Bahia, Ceará, Coritiba, Fortaleza, Internacional, Palmeiras e Santos apoiaram a Medida Provisória nº 984/2020, que, dentre outros pontos, altera a forma de negociação dos times com as emissoras de TV sobre os direitos de transmissão das partidas, colocando os direitos dos jogos nas mãos das equipes mandantes.

O presidente Samir Namur representou o Coritiba. O presidente do Athletico, Mario Celso Petraglia, não pôde comparecer por motivos de saúde e o Furacão foi representado pelo presidente do Conselho Deliberativo, Aguinaldo Coelho de Farias.

No encontro, os dirigentes pediram o apoio de Bolsonaro ao projeto de Lei 3.832, que altera a Lei da TV Paga para que empresas de telecomunicações possam atuar na produção de conteúdo esportivo. O presidente da República disse que vai acompanhar a tramitação, mas não se comprometeu com o tema.

Os oito clubes têm interesse especial nas duas medidas. Eles venderam os direitos de transmissão dos seus jogos no Campeonato Brasileiro em TV fechada para a Turner, empresa do conglomerado AT&T, que realizou as exibições em 2019. A emissora e os times passam por imbróglio que pode terminar com o rompimento do contrato.

Os clubes afirmam que a rescisão do contrato ocorreria em um momento financeiro difícil por causa da pandemia do coronavírus, que paralisou o calendário do futebol – só o Campeonato Carioca foi retomado.

Os dirigentes destacam que o rompimento favoreceria a Rede Globo, que transmite os principais campeonatos no País e com quem eles precisariam negociar novamente. Os dirigentes vão encontrar nesta terça-feira com os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre.

Os seis clubes restantes foram representados pelos seguintes dirigentes: Robinson Passos de Castro e Silva (Ceará), Marcelo Paz (Fortaleza), Maurício Galiotte e André Sica (Palmeiras), Guilherme Bellintani (Bahia), Matheus Del Corso Rodrigues (Santos) e Marcelo Medeiros (Inter).

Leia Também:

2 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]