Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Futuro do Coxa está nas mãos de 5 mil sócios, menos do que nas duas últimas eleições
| Foto: Albari Rosa/Foto Digital/Gazeta do Povo

Daqui a um mês, o destino do Coritiba estará nas mãos de aproximadamente cinco mil sócios. De acordo com o presidente do Conselho Deliberativo, Marcelo Licheski, esse é o número atual de eleitores aptos a tomar parte nas eleições marcadas para 12 de dezembro.

Em um ano atípico por causa da pandemia do novo coronavírus, a quantidade de eleitores é significativamente menor do que nas duas últimas eleições. Ao todo, 6.578 associados tinham direito a voto em 2017, mas só 43% compareceram às urnas. Já em 2014, o universo de eleitores era maior, alcançando 8.868, só que a taxa de comparecimento ficou abaixo, na casa de 41%.

Para votar em 2020 é necessário ser sócio há mais de dois anos e estar com as mensalidades em dia. A lista final de votantes será atualizada às vésperas do pleito.

Coxa costuma ter disputa acirrada nas urnas

O bate-chapa coxa-branca será triplo, entre o médico João Carlos Vialle (União Coxa), o consultor em previdência Renato Follador (Coritiba Ideal) e o atual presidente, o advogado Samir Namur (Coritiba Responsável). Quem vencer, comandará o clube entre 2021 e 2023.

Mas se depender do histórico alviverde nas urnas, teremos uma disputa acirrada pela presidência. Nos últimos cinco pleitos, a chapa vencedora levou com apenas um voto de vantagem em duas ocasiões.

Relembre abaixo os últimos resultados:

2017

  • Samir Namur (1070 votos) – 37,7%
  • João Carlos Vialle (908 votos) – 32%
  • Pedro de Castro (857 votos) – 30,2%
Samir Namur foi eleito em dezembro de 2017. Foto: Jonathan Campos/Gazeta do Povo.
Samir Namur foi eleito em dezembro de 2017. Foto: Jonathan Campos/Gazeta do Povo.| Jonathan Campos/Gazeta do Povo

2014

  • Rogério Bacellar (2241 votos) – 61,5%
  • Vilson Ribeiro de Andrade (1397 votos) – 38,5%
Bacellar teve uma gestão conturbada no Coxa. Foto: Henry Milléo/Gazeta do Povo.
Bacellar teve uma gestão conturbada no Coxa. Foto: Henry Milléo/Gazeta do Povo.

2011

  • Vilson Ribeiro de Andrade (por aclamação)
 Vilson foi aclamado presidente no fim de 2010. Foto: Marcelo Elias/Gazeta do Povo.
Vilson foi aclamado presidente no fim de 2010. Foto: Marcelo Elias/Gazeta do Povo.| Marcelo Elias - Agencia de Noticias Gazeta do Povo/Marcelo Elias - Agencia de Noticias Gazeta do Povo

2009*

  • Jair Cirino (75) – 78,1%
  • Brancos ou nulos (21) – 21,9%

*Apenas membros do Conselho Deliberativo tinham direito a voto.

Cirino foi reeleito em 2009. Foto: Antônio Costa/Gazeta do Povo
Cirino foi reeleito em 2009. Foto: Antônio Costa/Gazeta do Povo| ANTONIO COSTA/ANTONIO COSTA

2007

  • Jair Cirino (360 votos) – 36,5%
  • João Carlos Vialle (359 votos) – 36,4%
  • Domingos Moro (265 votos) – 26,9%
Jair Cirino era o presidente no rebaixamento, em 2009. Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo.
Jair Cirino era o presidente no rebaixamento, em 2009. Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo.| ALBARI ROSA/ALBARI ROSA

2005*

  • Giovani Gionédis (67 votos) – 50,3%
  • Tico Fontoura (66 votos) – 49,6%

*Apenas membros do Conselho Deliberativo tinham direito a voto.

Gionédis foi reeleito por um voto em 2005. Foto: Hedeson Alves/Gazeta do Povo.
Gionédis foi reeleito por um voto em 2005. Foto: Hedeson Alves/Gazeta do Povo.| HEDESON ALVES/HEDESON ALVES
6 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]