i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Primeira Liga

Atlético perde para o Fluminense e amarga vice da Primeira Liga

Em contra-ataque, Marcos Júnior marcou o gol da vitória do time carioca por 1 a 0 aos 35 do segundo tempo

  • PorAndré Pugliesi e Daniel Malucelli, especial para a Gazeta do Povo
  • 20/04/2016 23:42
Marcos Júnior marcou o gol do título do Fluminense. | Andre Fabiano/Codigo19/Folhapress
Marcos Júnior marcou o gol do título do Fluminense.| Foto: Andre Fabiano/Codigo19/Folhapress

A edição de estreia da Primeira Liga entrou para a história com o Atlético amargando o vice-campeonato. Jogando em Juiz de Fora, nesta quarta-feira (20), o Furacão perdeu para o Fluminense, por 1 a 0, gol de Marcos Júnior.

Com o revés no Estádio Mário Helênio, em Minas Gerais, o Rubro-Negro segue na fila por títulos. A última vez que os atleticanos ergueram uma taça foi há sete anos, em 2009, do Paranaense.

O resultado representou a segunda derrota do Furacão em cinco jogos na disputa. Antes, a equipe superou o próprio Fluminense (1 a 0) e o Criciúma (1 a 0), no único duelo na Baixada, e perdeu para o Cruzeiro (2 a 1). Na semifinal, passou pelo Flamengo (1 a 0).

“Difícil falar. O trabalho está sendo bem feito, tivemos chances de vencer a partida. Vamos buscar o título do Estadual”, declarou o zagueiro Paulo André. No domingo, o Furacão enfrenta o Paraná, pelo segundo jogo da semifinal.

Petraglia detona torcida do Atlético por pouca presença em final e recebe críticas

Leia a matéria completa

“É um campeonato inovador. Levamos a sério desde o início. Entramos para ganhar. Infelizmente, demos o contra-ataque para eles; era a jogada que eles queriam”, comentou o atacante Pablo, que entrou na etapa final.

LANCE A LANCE: Veja como foi a final entre Fluminense e Atlético

O primeiro tempo começou com o Fluminense em cima do Atlético. O gol dos cariocas parecia questão de tempo e, aos 9 minutos, Gerson quase põe no placar a superioridade. Domínio que durou até os 30, aproximadamente.

O Furacão desafogou a pressão com toque de bola. E teve duas chances para largar na frente. Aos 36 minutos, Walter desperdiçou chance clara, na entrada da área. E aos 37, Vinícius chutou forte na trave de Diego Cavalieri.

Na volta do intervalo o Tricolor voltou a mandar no jogo. E foi criando oportunidades de gol. Na melhor delas, Magno Alves chegou a driblar Weverton, perdeu o ângulo e errou o cruzamento para a área.

LUIZ AUGUSTO XAVIER: Ainda na fila

A partir daí, o jogo ficou mais equilibrado. O Atlético passou a sair para o ataque, enquanto o Fluminense explorava os contragolpes. Até que aos 35 minutos, Marcos Júnior partiu livre e decidiu o título: 1 a 0.

Nos minutos restantes, o Furacão tentou empatar na base do desespero, sem sucesso. Os cariocas souberam administrar o placar até o apito final do árbitro Sandro Meira Ricci, senha para a festa tricolor.

Confira quem foram os destaques da partida:

Craque

Marcos Júnior

O atacante entrou no lugar de Osvaldo e mudou a decisão da Primeira Liga. Marcou o gol do título tricolor após mostrar muita velocidade no contra-ataque.

Bonde

Walter

O atacante não decidiu no campo de ataque. Na primeira etapa teve uma grande oportunidade, mas errou o chute na cara de Diego Cavalieri.

Guerreiro

Magno Alves

O atacante veterano ganhou a disputa de Paulo André, no lance que originou o gol, e deu a assistência para o gol de Marcos Júnior.

Gols

2º tempo

1 x 0 (35 min) – Paulo André falhou ao tentar fazer o corte de cabeça e a bola sobrou para Magno Alves ligar o contra-ataque para Marcos Júnior, que ganhou de Sidcley na velocidade, e chutou rasteiro por baixo das pernas de Weverton.

Chave do jogo

Duelo marcado pelo equilíbrio, com leve superioridade para o time carioca. O Fluminense mudou a estratégia no segundo tempo e apostou na velocidade e no contra-ataque. Funcionou e no momento em que o Furacão avançou a marcação, o time comandado por Levir Culpi matou o jogo.

Cartões

Amarelos:Jadson (Atlético); Cícero (Fluminense)

Próximos jogos:

Atlético: Paraná, no domingo (24), às 16h - jogo de volta da semifinal do Paranaense

Fluminense: Botafogo, no domingo (24), às 19h - jogo de ida da semifinal do Carioca

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.