Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Goleiro Marcos se emociona na despedida como jogador de futebol. | Hugo Harada/Gazeta do Povo/
Goleiro Marcos se emociona na despedida como jogador de futebol.| Foto: Hugo Harada/Gazeta do Povo/

O goleiro Marcos se despediu do Paraná com o acesso à Primeira Divisão. Aos 41 anos, o ídolo paranista pendurou as luvas após defender a camisa paranista em 367 jogos, um recorde na história do clube. Antes do apito inicial no empate por 1 a 1 diante o Boa Esporte, neste sábado (25), o jogador recebeu uma placa comemorativa das mãos do presidente Leonardo Oliveira e do goleiro Richard.

“Eu já chorei um monte, mas estou realizado.Se fosse para escolher um momento, não conseguiria imaginar uma coisa tão linda como essa. Meu sonho era colocar o Paraná na Série A. Esse grupo é fantástico, mas o principal foi a torcida, que nos apoiou. Nós fomos o melhor mandante do Brasil neste ano e foram graças a eles que a gente conseguiu”, disse Marcão, emocionado.

Com 20 anos de carreira profissional, ele foi revelado nas categorias de base do clube paranaense. Estreou em 1997 pelo Campeonato Paranaense. Em 2002, transferiu-se para Portugal, onde permaneceu por dez anos, defendendo Marítimo, Sporting Braga e Feirense. Voltou ao Tricolor em 2013 e encerra sua segunda passagem com o acesso do Paraná à Primeira Divisão após o clube disputar a Série B por uma década.

Leia também: Técnico admite o desejo de ficar e vislumbra: “Em 2018 o Paraná vai mostrar que é um clube de Série A”

Em 2017, Marcos sofreu com uma série de lesões, mas foi visto como uma figura fundamental por parte do elenco, da comissão técnica e da diretoria. Mesmo não jogando, participava de todos os momentos internos do clube e apoiava os companheiros. Léo e Richard, titulares na meta tricolor durante a temporada, sempre fizeram questão de exaltar o colega.

Mesmo fora das quatro linhas, Marcos ainda vai atuar pelo Tricolor. Com vontade de trabalhar na comissão técnica da equipe, ele também pode passar a fazer parte da diretoria paranista. “Depois da minha volta, passamos por cinco anos muito difíceis. Com muita luta e apoio dos torcedores, conseguimos o acesso. Daqui para frente, vamos trabalhar para dar mais glória para essa torcida”, finalizou Marcos.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]