Com 45 milhões de downloads em um mês, Brasil é o país que mais usa apps de compras
| Foto: Unsplash.

O desempenho dos aplicativos de compras brasileiros foram destaques na Black Friday. Somente neste mês de novembro, os 70 principais aplicativos de e-commerce no país receberam 45 milhões de instalações, segundo levantamento inédito da AppsFlyer, uma plataforma de análise de dados e engajamento de aplicativos em todo o mundo. Dentre os países avaliados pela companhia neste estudo, o Brasil foi o país com maior número de instalações, chegando a 50% mais instalações do que os 70 maiores apps de compras dos Estados Unidos - segundo colocado com 30 milhões de instalações.

De acordo com estudos da AppsFlyer, ao longo deste atípico ano, aplicativos em todo o mundo vivenciaram elevadas taxas de crescimento de instalações e uso. Com o isolamento social, os consumidores brasileiros adotaram de vez os aplicativos, e em junho, o país apresentou a maior taxa de crescimento no mundo, com aumento de 55% no número de instalações se comparados com o período pré pandemia.

Junto com as instalações também cresceram as receitas, principalmente na área de marketing. Em julho de 2020, o crescimento de investimentos com publicidade para apps subia 50%.  Este resultado fez com que 2020 se tornasse o ano dos apps, comparando o período de janeiro a novembro de 2019, com o mesmo período de 2020.

Quando analisado apenas o volume de vendas feitas na Black Friday, através destes aplicativos, o número é 72% maior do que o registrado nesta mesma ocasião, em 2019. "A expectativa era grande, uma vez que entre os meses de maio e outubro de 2020, o volume de compras mensal em apps de e-commerce  já alcançaram os números do mês de novembro 2019, mês da Black Friday", diz Daniel Simões, gerente regional da AppsFlyer no Brasil.

Para Simões, esta foi não só a maior Black Friday de todos os tempos para os aplicativos, como também o melhor ano para esta área. "Este ano, vimos não só apps de e-commerce crescerem, mas a indústria como um todo, com 700% em apps de entregas e mais de 300% em aplicativos de fitness. Os brasileiros incorporaram o hábito de usar o meio para pedidos e compras", aponta.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]