CapTable, hub de investidores em startups
Paulo Deitos e Guilherme Enck, da CapTable| Foto: CapTable/Divulgação

A plataforma CapTable, especializada em investimentos em startups, está com metas ambiciosas de captação de recursos ainda para o ano de 2021, com o objetivo de atrair investidores para os negócios com potenciais de se tornarem os próximos unicórnios do Brasil.

Em operação desde julho de 2019, a CapTable já soma investimentos de mais de R$ 31 milhões em 27 startups, contando com mais de 4 mil investidores ativos – e os números não param de crescer. Apenas neste ano, a plataforma já captou mais de R$ 17 milhões e espera chegar até dezembro com R$ 100 milhões em aporte para 40 startups.

“Nosso foco é ajudar startups inovadoras, com potencial de serem os novos unicórnios, a terem recursos para realizarem suas operações e, assim, também proporcionar ganho real aos nossos investidores”, explica Paulo Deitos, cofundador da plataforma.

A democratização do mercado de investimentos em startups está no centro do negócio da CapTable. A plataforma proporciona a possibilidade de aplicação dos mais diversos valores – seja de R$ 1 mil ou valores superiores a R$ 1 milhão – atraindo pessoas que não teriam grandes quantias para investir.

“Nosso foco é atrair investidores que têm a visão que investir nesta modalidade pode trazer ganhos que nenhuma outra disponível no mercado é capaz de ofertar. Basta imaginar quanto tiveram de retornos os primeiros que investiram nos estágios iniciais de startups como 99, iFood e outros”, afirma Paulo. “O diferencial da CapTable é a disponibilização de startups que tenham um real potencial de escalar e gerar retornos a todos que investiram nela. Nossa equipe faz um acompanhamento rigoroso de todo o processo e análise de dados a fim de assegurar uma maior confiança ao investidor que decidir aplicar seu aporte”.