PicPay
A PicPay poderá negociar suas ofertas a partir da aprovação Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos.| Foto: Divulgação/PicPay

A fintech brasileira PicPay anunciou nesta quinta-feira (22) que protocolou pedido para vender ações na Nadasq, bolsa de valores dos Estados Unidos. Se aprovada, a declaração de registro para oferta pública  — Initial Public Offering (IPO) — a startup passa a oferecer ações para pessoas físicas. A oferta não está disponível na Bolsa da Valores do Brasil.

Para iniciar a venda, a declaração deve ser aprovada pelas comissões de avaliação da Secretaria de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC). O Banco Bradesco BBI, BTG Pactual, Santander Investment Securities Inc. e Barclays Capital Inc. atuam coletivamente como coordenadores globais da oferta. A expectativa do PicPay é que o processo seja autorizado ainda em 2021.

O ano passado foi um indicativo que apoiou a decisão da empresa de abrir oferta pública. Em meio à pandemia o PicPay registou aumento de 231% em número de usuários comparado ao ano anterior. Até março deste ano, o número de clientes cadastrados já chegava a 49,9 milhões — avanço de quase 30% só no primeiro trimestre de 2021.