Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
O podcast Brazucas no Vale já soma mais de 5,5 mil plays em mais de 12 países, sendo a maioria no Brasil.
O podcast Brazucas no Vale já soma mais de 5,5 mil plays em mais de 12 países, sendo a maioria no Brasil.| Foto: Divulgação.

Quando chegou ao Vale do Silício, em 2017, Rafael Amado ficou encantado com a diversidade e pluralidade de perfis empreendedores da região. Localizado na parte sul da Califórnia, nos Estados Unidos, o Vale é conhecido por ser o berço da inovação mundial e terra natal de grandes companhias de tecnologia como Facebook, Apple, Google e Microsoft.

O engenheiro, que foi à Califórnia para começar um MBA (Master in Business Administration) em negócios, decidiu que tamanha inovação precisava ser compartilhada com os compatriotas que ficaram no Brasil. Assim nasceu o Brazucas no Vale, podcast resultado do trabalho de Amado e uma comunidade de brasileiros que lá moram, estudam e trabalham - e primeiro podcast em português sobre o tema.

>> Rotina de escritório: startup cria ambiente digital que aproxima funcionários
>> Primeiro pagamento por reconhecimento facial do Brasil já está disponível

“Percebi que o networking era absurdo, e havia muitas histórias para contar. Tudo ao redor respirava empreendedorismo e inovação”, conta o fundador do podcast.

O Brazucas no Vale nasceu com a premissa de ser um produto de mídia capaz de unir interessados por inovação em diferentes continentes. “Percebi que no Brasil eu nunca havia tido acesso a esse tipo de conteúdo e conexão, então a missão era levar isso a pessoas que não poderiam de fato vir para cá”, diz. Assim, o podcast promove conversas entre empreendedores brasileiros no Vale do Silício.

A ideia também chamou a atenção da jornalista Yasmin Graeml, que à época também estudava no Vale. Apresentada a Rafael com a ajuda de um amigo em comum, Yasmin cofundou o projeto auxiliando na edição e divulgação do podcast.

“Quando voltei ao Brasil, percebi que o nosso impacto era maior do que imaginávamos", conta Yasmin. “Mais do que manter o relacionamento na Califórnia, vimos que era essencial ter alguém aqui fazendo essa conexão e fazendo com que os ouvintes sentissem que aquilo tudo é real”, conta.

Atualmente, o Brazucas no Vale tem duas temporadas oficiais e duas temporadas especiais - o Plantão Covid-19, voltada ao empreendedorismo durante a pandemia; e o Papo com Elas, especial do mês da mulher que entrevistou líderes femininas no universo das startups. O podcast já soma mais de 5,5 mil plays em mais de 12 países, sendo a maioria no Brasil.

Rafael Amado e Yasmin Graeml, do podcast Brazucas no Vale. Foto: divulgação.
Rafael Amado e Yasmin Graeml, do podcast Brazucas no Vale. Foto: divulgação.

Mentoria

Em 2021, o Brazucas no Vale lançou um programa de mentoria gratuito para startups brasileiras em parceria com a Snowman Labs. As empresas cadastradas têm acesso a mentores de diferentes temas, a depender dos principais desafios enfrentados por cada uma das empresas. Entre os assuntos tratados estão propriedade intelectual, criação de marca e investimentos.

Para o futuro, os empreendedores querem fomentar projetos de conexão e profissionalização e investimento em startups. “Estamos entrevistando pessoas com potencial de crescimento. Por que não viabilizar esse crescimento?”, indaga Amado.

A missão, porém, continua sendo a de democratizar o acesso à informação, segundo o empreendedor. “Quando um empreendedor ouve uma história de outras empresas mais maduras, isso é de muito valor e inspirador”, diz.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]