Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Alexandre Gotthilf e Paula Mendes Caldeira, fundadores da Plugify.
Alexandre Gotthilf e Paula Mendes Caldeira, fundadores da Plugify.| Foto: Divulgação

A Plugify, fintech de aluguel e gestão de equipamentos de TI, anunciou a captação de R$ 120 milhões por meio do lançamento de um Fundo de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC). O objetivo da operação é financiar a aquisição de equipamentos para atender clientes novos e atuais. Essa é a primeira captação de um FIDC exclusivamente voltado para securitização de recebíveis de aluguel de equipamentos de TI no Brasil.

Fundada em 2017, por Alexandre Gotthilf e Paula Mendes Caldeira, a Plugify tem o objetivo de simplificar o acesso e gestão de infraestrutura de TI das empresas. A fintech oferece aluguel de notebooks, desktops e celulares em 24 e 36 meses, bem como uma plataforma end-to-end de organização, localização e gestão de hardware e software.

“Assim como as nossas mais recentes movimentações, o FIDC faz parte da estratégia da Plugify de ampliação da oferta de serviços por meio de importantes parcerias. Com esse investimento, nosso objetivo é levar o melhor serviço aos clientes, bem como ampliar a nossa participação de mercado”, ressalta Alexandre Gotthilf, cofundador e CEO da startup, em nota.

De acordo com executivo, a iniciativa além de trazer mais escala, traz mais governança e maturidade para a empresa, reforçando a relação de sucesso e confiança construída ao longo dos últimos três anos com o mercado de capitais. Gotthilf pontua ainda que, com o FIDC, a expectativa é que a receita da startup, bem como sua base de clientes triplique, enquanto o número de funcionários deve duplicar.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]