Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado

Entre os dias 24 e 25 de março de 2022, é realizada a  3ª edição do Smart City Expo Curitiba, maior evento brasileiro de cidades inteligentes. O congresso internacional conta com 95 palestrantes de 10 países e a feira reúne 50 empresas que expõem soluções inteligentes para problemas urbanos. O evento é organizado desde 2018 pelo iCities Smart Cities Solutions – hub de negócios e soluções em cidades inteligentes pioneiro no Brasil.

Uma das principais palestrantes do primeiro dia do evento foi Livia Schaeffer, Technology and Innovation da ONU Habitat. O debate sobre "como tornar as promessas de cidades inteligentes mais acessíveis", contou com representantes da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), e Eduardo Pimentel, vice-prefeito de Curitiba.

Para Lívia, a conectividade leva a redução das desigualdades e as cidades inteligentes devem ser construídas sob cinco pilares: comunidade, igualdade digital, infraestrutura, segurança e capacitação.

"Metade da população no mundo não tem acesso à tecnologia, destes, 370 milhões são crianças. A divisão digital não é apenas sobre acesso a aparelhos, mas também sobre a capacidade técnica e de conhecimento para utilizar a tecnologia a seu favor. Se governos querem ser modernos, inteligentes e inclusivos, devem identificar suas divisões digitais", defendeu Lívia.

O GazzConecta entrevistou com exclusividade a especialista, sobre as principais ações da ONU para promover a conectividade.

Confira aqui os destaques do primeiro dia de evento.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]