Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Dhaval Chadha, Antonio Molins e Jorge Soto Moreno, fundadores da Justos
Dhaval Chadha, Antonio Molins e Jorge Soto Moreno, fundadores da Justos| Foto: Justos/Divulgação

A startup de seguros de automóveis Justos anunciou, nesta segunda-feira (25), o recebimento de um aporte de US$ 35,8 milhões em rodada série A liderada pela Ribbit Capital com participação dos fundos SoftBank Latin America Fund, GGV, Kaszek, BigBets e dos investidores David Velez (CEO do Nubank) e Carlos Garcia Otatti (CEO da Kavak).

A Justos oferece uma proposta alternativa ao modelo das seguradoras na hora de aplicar o valor das apólices sobre veículos automotivos. Através do uso de um aplicativo instalado em smartphones, a startup consegue monitorar a conduta do motorista ao volante e estipular seguros mais “justos" conforme o respeito às leis de trânsito.

A solução da startup, que ainda está para ser lançada ao público, analisa dados como aceleração, frenagem e curvas, se o motorista utiliza o celular ao volante e se mantém a velocidade indicada de cada via. Com essas informações, a Justos pode oferecer seguros até 30% mais baratos e descontos adicionais com base na condução do motorista no último mês.

O investimento – quatro vezes maior do que a média em rodada série A no Brasil – será utilizado na expansão da startup, que prevê novas contratações e ampliação do modelo de negócio com outras linhas de seguros.

“Recebendo o maior aporte série A (para uma startup pré-operacional) da história da América Latina, temos uma grande responsabilidade. Nos próximos meses, vamos trabalhar para lançar nosso produto e proporcionar uma experiência diferenciada para os nossos clientes”, comemora Dhaval Chadha, CEO da Justos.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]