Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Startups brasileiras que têm ajudado empresas na Black Friday
Startups brasileiras que têm ajudado empresas na Black Friday| Foto: Pexels, Max Fischer/Reprodução

Com DNA digital, as startups apelam para a inovação para trazer bons resultados mês a mês. Na Black Friday, última sexta-feira do mês de novembro, não será diferente. De acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (Abcomm), o faturamento do varejo eletrônico na Black Friday em 2021 deve superar em 25% o resultado visto em 2020, como reflexo direto da maior maturidade das empresas no ambiente digital.

Para se preparar para esse cenário, companhias contam com estratégias de negócio — e sobretudo tecnologia — para suportar o pico nas vendas e alta demanda deste período. Conheça cinco startups que têm ajudado empresas com tecnologia, agilidade e escala em altas temporadas de venda, como a Black Friday.

Dootax

A Dootax usa tecnologia para facilitar a burocracia fiscal enfrentada por empresas. Com um software próprio, a startup automatiza a emissão e pagamentos das Guias de Recolhimento, por onde são pagos os principais tributos corporativos estaduais. A lógica é fazer com que os clientes recebam produtos com mais agilidade, afinal, a papelada é resolvida com muito mais rapidez ao eliminar dores de cabeça relacionadas à logística, como multas, juros, barreiras fiscais, entre outros. Além disso, a Dootax armazena todos os recibos em um único lugar, criando um ambiente de compliance digital e que evita duplicidades.

“A maioria do e-commerce se prepara e se preocupa somente com as vendas durante esse período de alta demanda. Porém, as atividades de backoffice e pós-venda são fundamentais para garantir a satisfação completa dos clientes”,  ressalta Thiago Souza, co-fundador do Dootax, startup que usa a tecnologia para simplificar as rotinas fiscais.

Banco Útil

O Banco Útil quer também facilitar o dia a dia financeiro e fiscal de empresas. A startup oferece uma carteira digital corporativa que faz o pagamento dos tributos de forma automática, sem qualquer vínculo com bancos tradicionais. Segundo a startup, a solução agiliza também a entrega de produtos, pois com uma atuação ampla, não há o risco de determinados bancos não permitirem o pagamento das Guias de Recolhimento, que são estaduais. Segundo Marian Canteiro, cofundadora da fintech, ao usar a carteira digital do Banco Útil, uma empresa reduz em até 99% o tempo gasto com pagamentos.

Crawly 

A atuação da Crawly tem como foco os dados. A startup monitora e coleta informações em sites, plataformas de e-commerce e marketplaces para entender a média de preço de produtos, frete e outras variáveis relacionadas e itens vendidos online. A empresa faz isso com a ajuda de robôs inteligentes personalizados. Ter em mãos informações detalhadas sobre um produto ajuda na criação de estratégias comerciais mais amplas, segundo a empresa.

“Com os dados estruturados de um mesmo produto presente em diversas fontes, ou seja, os sites, é possível gerar insumos para estratégias de marketing e vendas durante o período da Black Friday  e também em outras datas comemorativas e relevantes para o comércio on-line, como Natal, Dia das Mães, entre outras”, diz João Drummond, CEO da Crawly.

Woli Venture

A startup tem como objetivo levar empresas, pequenos e médios varejistas para o online, e com operações robustas de vendas.  Para isso, cria uma plataforma de e-commerce onde vendedores se tornam membros, e podem ganhar um percentual sobre cada venda, um modelo conhecido como venture builder. A Woli Ventures também cria landing pages para captação de e qualificação de leads para empresas.

IDez 

A IDez quer levar inovação para pagamentos. A fintech permite que qualquer empresa crie bancos digitais, programas de recompensas, cashbacks e outros mecanismos dentro de um ecossistema financeiro próprio. No caso do programa de recompensas, por exemplo, o usuário final pode receber parte do valor da compra de volta, ao mesmo tempo em que a empresa cria novos canais para fidelização do público — algo vital durante a Black Friday.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]