i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Otimização de espaços

6 soluções para ambientes pequenos ou com metragem limitada

  • PorGabrielle Sversut, especial para HAUS
  • 20/10/2020 11:00
6 soluções para ambientes pequenos ou com metragem limitada
| Foto: Francis Larsen

Os imóveis têm sido projetados cada vez mais enxutos, e se engana quem associa isso a ambientes desconfortáveis e sem detalhes. Quem tem imóveis pequenos sabe que decorar o lugar sem que ele pareça estar apertado é uma tarefa desafiadora, mas o resultado pode ser agradável e aconchegante.

Siga HAUS no Instagram

Selecionamos seis projetos apresentados no Anuário Haus 2020 que comprovam que pouco espaço não é uma barreira na hora de decorar. As propostas vão desde espelhos em pontos estratégicos até a instalação de estruturas para subdividir o local.

Delicadeza e aconchego

A arquiteta Roseli Aderno, da Caasa +, em parceria com a designer de interiores Gabriela Meister, teve o desafio de transformar um apartamento de 55 m² em um lar cheio de conforto para uma jovem médica.

| Francis Larsen

Para proporcionar a sensação de amplitude, foram utilizados alguns truques, entre eles, posicionar espelhos em lugares estratégicos e cores neutras nas paredes e mobiliários, que fizeram o ambiente parecer mais espaçado.

| Francis Larsen

Os móveis planejados facilitaram a otimização da área. “A marcenaria foi nossa aliada no quesito aproveitamento de espaço e funcionalidade”, afirma Roseli.

| Francis Larsen

Tons neutros e iluminação

O ideal para espaços limitados é apostar em cores neutras e essa foi a escolha da arquiteta Marjorie Guibur para o projeto de um quarto e closet com ares românticos. Ela apostou em tons claros nas paredes e no mobiliário, e rosa envelhecido nos detalhes. A iluminação ganhou charme com um pendente de cristal e luminárias indiretas nas sancas.

| Fernando Zequinão

A fim de tornar o closet mais funcional e amplo, o layout foi totalmente remodelado. Para compor ambos os cômodos, a pedido da cliente foram usados mobiliários soltos.

| Fernando Zequinão

“Todos os pontos foram pensados para transformar o ambiente desde a implementação de cortinas em tecido até a escolha dos tons, acabamentos e iluminação”, finaliza Marjorie.

| Fernando Zequinão

Segmentação funcional

Rodolfo Fontana projetou o escritório que leva seu nome e a alternativa encontrada para um bom aproveitamento do espaço de 40 m² foi a criação de um cubo central em marcenaria.

| Matheus Kaplun

A estrutura teve como finalidade subdividir as áreas sem perder integração, criando então uma promenade architecturale, ou seja, possibilitando circulação livre no entorno e aumentando o espaço.

| Matheus Kaplun
| Matheus Kaplun

Dessa forma, o escritório ganhou um novo design sem ser necessário passar por intervenções estruturais, uma vez que a sala é alugada.

Personalização

Para transformar um loft de 30 m² em um espaço sofisticado que atendesse a demanda de uma jovem com rotina agitada, a designer de interiores Izabella Armelin projetou um espaço 100% personalizado em que a funcionalidade foi o objetivo principal.

| Marcelo Stammer

Para isso, os móveis foram feitos sob medida e desenhados de acordo com os itens pessoais da proprietária.

Marcelo Stammer
Marcelo Stammer| Marcelo Stammer

“O maior desafio foi ter um espaço tão pequeno para a escada, por isso, optamos em eliminar o corrimão para que sobrasse mais espaço de circulação e também para trazer leveza ao ambiente junto a um guarda corpo de vidro”, conta a designer.

| Marcelo Stammer

Os tons claros da mobília, o mármore branco e os janelões também foram fatores que contribuíram para construir um lar visualmente amplo.

Luz natural

O conceito que guiou este projeto foi a entrada de luz natural. Nonnie Fenianos é a arquiteta responsável pela reforma deste sobrado compacto, que passou de 80 para 120 m². O planejamento possibilitou a adição de um quarto, churrasqueira, jardim de inverno e uma lavanderia oculta dentro de um armário.

| Sergio Rodrigues/Divulgação Nonnie Fenianos

Para criar amplitude visual, a proposta foi permitir a entrada de luz natural, para isso no pavimento superior foi adicionada uma cobertura em vidro, a fim de aumentar a claridade. No térreo, paredes foram substituídas por fechamento em vidro, com o intuito de tornar a casa menos compartimentada.

| Sergio Rodrigues/Divulgação Nonnie Fenianos

O jardim de inverno também foi estrategicamente pensado para possibilitar a entrada de luz e ventilação, além de ser visualmente agradável.

| Sergio Rodrigues/Divulgação Nonnie Fenianos

Para garantir um lar colorido, as cores vivas ficaram por conta dos detalhes. “Trouxemos cores com o mobiliário e os quadros personalizados. Os quadros do artista plástico e arquiteto Rodrigo Ramon Rodrigues, pintura em acrílico sobre tela, ambientam e enriquecem o projeto com o toque de cor, onde personalizamos com os três filhos do casal”, conclui a arquiteta.

Integração de ambientes

No projeto do escritório da SAFEGOLD, as arquitetas Tatiana Ravache e Laura Ribas propuseram um ambiente multifuncional e integrado. Divisórias em vidro separam as salas de reunião, copa e sala privativa e, quando abertas, criam uma sala de convivência e treinamento.

| Matheus Kaplun

Um armário do piso ao teto com a frente ripada visa a funcionalidade. “Alguns nichos com iluminação compõem este móvel, abrindo espaço para elementos de decoração e materiais do escritório.” explicam as arquitetas.

| Matheus Kaplun
| Matheus Kaplun

A sobriedade e sofisticação foram destacadas no uso de cores neutras como o preto e cinza.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.