Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Personalidade e conforto marcam projeto integrado assinado pela arquiteta Karolinna Venturi.
Personalidade e conforto marcam projeto integrado assinado pela arquiteta Karolinna Venturi.| Foto: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Os projetos arquitetônicos e de interiores contemporâneos prezam cada vez mais por ambientes integrados. Menos paredes dividindo cômodos da casa reforçam a sensação de amplitude, tornando a integração uma solução fundamental para imóveis de metragem reduzida. Mas a tendência não se limita a eles. Afinal, as vantagens se aplicam a residências de todos os tamanhos e estilos. Integrar também é uma maneira de criar ambientes mais fluidos e coesos, aumentar a permeabilidade, melhorar a circulação de ar e até mesmo favorecer a interação entre moradores e convidados.

O tipo de integração mais comum é o que abrange a área social, envolvendo áreas como living, sala de jantar e espaço gourmet. Com essa configuração, é possível unir um dos setores da casa sem perder a privacidade dos quartos e banheiros privativos. Entretanto, essa não é a única opção. Há quem opte por integrar até mesmo o quarto, se aproximando de um loft ou estúdio. Outra alternativa é manter alguns ambientes parcialmente integrados, separados dos demais apenas por elementos móveis como uma cortina, um painel ou mobiliário.

O Anuário HAUS 2021 apresenta projetos que seguem as principais tendências da arquitetura e decoração, incluindo a integração de ambientes. Selecionamos sete propostas que mostram que é possível ter uma residência integrada e funcional a partir de diferentes configurações e estilos. Confira!

Funcional e sofisticado

| Dea Fyly/Divulgação

Neste projeto, assinado pelo escritório Jane Rocha Arquitetura e Interior, foi criada uma área de convivência na qual o home, a churrasqueira e o SPA se integram em harmonia, sem gerar espaços setorizados. Ter os ambientes integrados permite que a vista da cobertura seja aproveitada por completo, e garante um espaço para viver e receber com muito conforto.

| Dea Fyly/Divulgação

Liberdade e funcionalidade são pontos fundamentais da obra. Por esse motivo, os ambientes integrados foram aproveitados sem mobiliário excessivo. O escritório buscou trazer elementos de ordem prática, como pisos frios e mármores nos acabamentos, imprimindo sofisticação.

Confira todos os projetos do Anuário HAUS 2021

Refúgio na natureza

Personalidade e conforto marcam projeto integrado assinado pela arquiteta Karolinna Venturi.
Personalidade e conforto marcam projeto integrado assinado pela arquiteta Karolinna Venturi.| Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Essa casa é um refúgio urbano em meio a um bosque de preservação ambiental. Aqui, a integração também é com a natureza, incorporada na arquitetura por meio de grandes vãos. A integração da área social trouxe amplitude e leveza ao ambiente banhado pela luz natural. “Personalidade e conforto são as duas palavras que traduzem esse trabalho”, resume a arquiteta Karolinna Venturi, que assina o projeto.

| Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Integração de espaço social e home office

| Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

A proposta deste projeto assinado por Ana Bonim Studio de Arquitetura e Interiores foi integrar os ambientes para estabelecer uma harmonia visual e funcional. Tudo para proporcionar aconchego e beleza, além de deixar os ambientes mais claros, amplos e modernos. Um dos desejos dos clientes era que fosse possível separar os ambientes integrados, quando fosse necessário. Para isso, o projeto previu portas-painéis que dividem o espaço social da casa do home office.

| Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Apartamento biofílico

| Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Este apartamento de 300 m² foi projetado pelo escritório Mariana Saltini Arquitetura para uma família que adora música, filmes e livros, bem como reunir familiares e amigos para degustar um bom café. Para promover esses encontros com conforto, a área social e de lazer foi integrada. Não há divisórias entre a sala de jantar, sala de estar, sala de jogos e piano, cozinha e o escritório, que conta com biblioteca. A sala multimídia com home theater pode ser integrada ou setorizada a partir do uso do painel divisório com porta de correr.

| Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

O ponto alto na concepção deste projeto foi trazer elementos da antiga residência, onde a família viveu por mais de 30 anos. Esses detalhes podem ser vistos nas aberturas em arco e forro da sala, móveis, parede de tijolo de demolição, dormentes e alguns objetos do acervo familiar. Uma das principais preocupações foi trazer bem estar e saúde mental para os habitantes, minimizando ao máximo o impacto da mudança. Assim, foi criado um projeto biofílico, contemporâneo, funcional e tecnológico.

| Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Arte e modernidade

| Marcelo Stammer Fotografia/Divulgação

Este projeto assinado pela arquiteta Naiara Ceccon priorizou a integração da área social. Sem divisórias, a área que une living, sala de jantar e escritório ganha amplitude e permite uma boa circulação. O destaque do espaço ficou para a arte mural, personalizada para esta família pela artista Kalissa Pequito. A modernidade dos ambientes integrados é reforçada pela presença de elementos de estruturas metálicas na lareira, prateleiras da biblioteca e grande luminária que se estende por todo o teto da sala.

| Marcelo Stammer Fotografia/Divulgação

Residência jovial

| Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Para este apartamento — o primeiro de um jovem casal —, o Studio Arioli integrou toda a área social, potencializando o uso dos 115 m² do imóvel. Ambientes com linguagem mais moderna e mobiliário com linhas retas têm a intenção de ampliar os ambientes, trazendo aconchego e dinamismo para a marcenaria. A composição das cores ficou por conta do amadeirado, tons de cinza e o mármore branco Paraná. Além da funcionalidade, a iluminação foi pensada para transmitir identidade.

| Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Clean e monocromático

| Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Esta residência de 250 m² passou por uma reforma geral, comandada pelo escritório Adesso Arquitetura. No projeto, explorou-se um conceito clean e minimalista, em que o branco predomina. Detalhes em azul compõe com o mar que faz fundo ao apartamento litorâneo. O projeto ganhou coesão, amplitude e uma ótima iluminação natural a partir da integração que aproveitou o melhor de cada espaço ao máximo.

| Fernando Zequinão/Gazeta do Povo
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]