Casa impressa em 3D leva 12 horas para ficar pronta e custa R$ 32 mil

A inovação que torna possível esse tipo de construção é a impressora Vulcan, que está sendo apresentada esta semana na feira de tecnologia SXSW, nos Estados Unidos; assista ao vídeo

por Aléxia Saraiva

14/03/2018

compartilhe

Um novo método construtivo promete revolucionar as habitações sociais. A construtora Icon é a responsável pela inovação em parceria com a ONG New Story. Atualmente, o custo da construção da casa é de aproximadamente 10 mil dólares (cerca de R$ 32mil), mas a intenção é baixar o custo para tornar a invenção ainda mais acessível, estimando uma casa impressa em 3D custando apenas quatro mil dólares (cerca de R$ 13 mil).

A novidade fica por conta da impressora Vulcan, apresentada recentemente no festival de tecnologia South by Southwest (SXSW), na cidade de Austin, no estado norte-americano do Texas. Ela leva de 12 a 24 horas para “imprimir” uma casa inteira com material derivado do cimento. Além da impressora, as empresas também estão apresentando o primeiro protótipo da casa, construído neste mês na mesma cidade.

Primeiro protótipo da casa foi construído em Austin, no Texas. Foto: divulgação/New Story

MAIS SOBRE TECNOLOGIA NA ARQUITETURA

Conheça a “Casa S” que fica pronta em pouco tempo e custa menos de R$ 5 mil

“Colmeia” gigante pode virar casa para moradores de rua em Nova York

A intenção da construtora é entregar, no ano que vem, 100 casas em El Salvador. O país já foi alvo de outras ações da ONG New Story em 2015, quando a empresa percebeu que o ritmo de construção das casas precisaria ser muito mais rápido do que o normal para poder atender à demanda. Segundo pesquisa do World Resources Institute, 1,2 bilhões de pessoas no mundo não têm como custear uma habitação segura.

Foto: divulgação/New Story

A Icon desenvolveu materiais sustentáveis para que a construção tivesse baixo impacto ambiental. Além disso, resistem a várias condições climáticas e situações adversas, como chuvas abundantes. O método de construção também não gera resíduos. Dessa maneira, as novas construções atendem os três objetivos traçados pelas duas empresas: reduzir o custo da construção de uma casa, aumentar a velocidade de produção e melhorar a qualidade da entrega.

As casas térreas podem variar de 55 a 75 metros quadrados, de acordo com a necessidade — a metragem média de um apartamento em Nova York é 80 metros quadrados. A impressora também tem a facilidade de ser facilmente transportada em um caminhão, podendo atingir diversas áreas com necessidade.

Vídeo mostra o processo de construção:

LEIA MAIS

Receba nossas notícias por e-mail

Inscreva-se em nossas newsletters e leia em
seu e-mail os conteúdos de que você mais
gosta. É fácil e grátis.

Quero receber

8 recomendações para você