Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
De cozinha gourmet a “pool party”: 18 ambientes para inspirar a decoração de casa
| Foto: Eduardo Macarios

Uma das maiores e mais tradicionais mostras de decoração do estado, a Casa Cor Paraná 2021 está em pleno funcionamento em Curitiba com 39 ambientes assinados pelos principais nomes da arquitetura, design de interiores e paisagismo da região. A exposição de arquitetura e interiores vai até 17 de outubro nas dependências de 6 mil m² do antigo Aquacenter Batel, um famoso centro poliesportivo que foi completamente revitalizado na Rua Álvaro Alvim, 91.

HAUS visitou a mostra nesta quinta-feira (16) à noite e selecionou alguns ambientes e destaques. O evento acontece de terça a sábado, das 13h às 21h, e aos domingos, de 13h às 19h. No feriado de 12 de outubro, a visitação ocorre das 13h às 19h.

Siga a HAUS no Instagram

Gabinete Lohn, por Gustavo Scaramella

Gabinete Lohn, do arquiteto Gustavo Scaramella, marcado por mistura de estilos, peças soltas e bastante personalidade por meio do animal print e tons pastel de verde e rosa.
Gabinete Lohn, do arquiteto Gustavo Scaramella, marcado por mistura de estilos, peças soltas e bastante personalidade por meio do animal print e tons pastel de verde e rosa.| Eduardo Macarios

O Gabinete da Lohn Esquadrias, assinado pelo arquiteto Gustavo Scaramella, é um ambiente que surpreende os mais ousados de olhar atento. O ambiente se utiliza principalmente do animal print em diversos detalhes -- como o porcelanato que imita pisos de antigamente, mas também lembra uma estampa animal, a cortina em tecido jacquard assinada por Paulo Azevedo, a cômoda inspirada nos antigos armários de boticários, com pequenos chifres de rinoceronte do Estúdio Orth, e a lâmina listrada Ébano da marcenaria, que casa com essa atmosfera animal.

Cômoda é inspirada nos antigos apotecários, e os puxadores que lembram chifres de rinoceronte são do Estúdio Orth.
Cômoda é inspirada nos antigos apotecários, e os puxadores que lembram chifres de rinoceronte são do Estúdio Orth.| Luan Galani

O arquiteto também apostou em tons de verde e rosa, e, por meio de diversas peças soltas, soube misturar estilos e móveis de diferentes linguagens, com muitas lembranças pessoais e obras de arte, criando um lugar ideal para reuniões informais, escutar música, tirar um tempo para ler ou para um café no fim do dia.

Detalhe do espaço de estar do gabinete.
Detalhe do espaço de estar do gabinete.| Eduardo Macarios

Concierge, por Rodolpho Guttierrez

Bilheteria dá destaque para cores primárias no piso e em metade das paredes, unindo concreto aparente do balcão e estruturas aparentes com peças de madeira bastante trabalhadas e com design assinado por Rodolpho Guttierrez.
Bilheteria dá destaque para cores primárias no piso e em metade das paredes, unindo concreto aparente do balcão e estruturas aparentes com peças de madeira bastante trabalhadas e com design assinado por Rodolpho Guttierrez.| Eduardo Macarios

A bilheteria é a primeira impressão que se tem da mostra. Ela dá destaque para cores primárias, como o azul e o verde no piso e o amarelo em metade das paredes, unindo o concreto aparente e algumas estruturas aparentes em metal com peças de madeira. O ambiente foi projetado pelo designer de interiores Rodolpho Guttierrez, que trouxe a brasilidade nas cores e nos materiais, principalmente. "A brasilidade vem através das cores e texturas criando um ambiente aconchegante. Brasil, o país que tem seu nome inspirado em uma árvore, não poderia ficar sem obras de arte em madeira", explica o designer.

Aparador feito de raízes e troncos encontrados na natureza, que são verdadeiras esculturas.
Aparador feito de raízes e troncos encontrados na natureza, que são verdadeiras esculturas.| Luan Galani

Loft Deca, por Marcelo Lopes

Conjunto de pendentes esculturais que descem sobre a mesa de centro do loft por Marcelo Lopes.
Conjunto de pendentes esculturais que descem sobre a mesa de centro do loft por Marcelo Lopes.| Luan Galani

O espaço pensado pelo arquiteto Marcelo Lopes é versátil, multifuncional e um lugar de respiro e abrigo fora das turbulências do dia a dia. Os ambientes primam pela leveza e sobriedade. Um dos destaque é a iluminação indireta embutida no piso do banheiro.

Detalhe para a marcenaria com palhinha dos armários, mostrando e escondendo tudo na medida certa.
Detalhe para a marcenaria com palhinha dos armários, mostrando e escondendo tudo na medida certa.| Eduardo Macarios
Detalhe dos fios de LED no piso do banheiro do Loft Deca, por Marcelo Lopes.
Detalhe dos fios de LED no piso do banheiro do Loft Deca, por Marcelo Lopes.| Luan Galani

Living Las Condes Arauco, por Luana dos Santos, William Greboge, Carolina Leal Ribas e Denise Leal Ribas

leal-ribas-casa-cor-2021-parana-haus
| Luan Galani

O projeto propõe um retorno às origens, aos vínculos ancestrais, à valorização da própria história e ao que é essencial e inato neste equilíbrio entre passado e futuro. A concepção do ambiente se baseou na versatilidade e ao fundo uma instalação bem instagramável e retroiluminada de painéis sobrepostos que formam uma paisagem de montanhas inspiradora.

| Eduardo Macarios

Loft da varanda, por Renan Mutao, Bianca Moraes e Ary Polis Jacobs

Tons terrosos, formas arredondadas e atmosfera intimista são característica do loft.
Tons terrosos, formas arredondadas e atmosfera intimista são característica do loft.| Eduardo Macarios

O ambiente dos arquitetos Renan Mutao, Bianca Moraes e Ary Polis Jacobs quis celebrar a brasilidade, designers e artistas locais. A ausência de barreiras que delimitassem os ambientes privilegiou a convivência, promovendo o uso múltiplo dos espaços. No coração do loft, um jardim que traz um respiro com treliças de bambu.

Destaque para o jardim central com treliça de bambu.
Destaque para o jardim central com treliça de bambu.| Luan Galani

Na área da cozinha, o bar foi reinterpretado pelo trio, que colocou luz de LED ao fundo de um pequeno armário retangular. Quando o espaço é preenchido por garrafas de diferentes bebidas, o efeito é deslumbrante!

Efeito de luz do bar no ambiente do Loft da varanda.
Efeito de luz do bar no ambiente do Loft da varanda.| Luan Galani

Jardim dos chás, por Daniela e Rafael Cerbato

| Luan Galani

O espaço é uma celebração de chás autorais e de todos os utensílios que o acompanham, da marca curitibana Catherine Fine Teas. São bules, xícaras e outros objetos apaixonantes.

Bule de chá com cerâmica toda trabalhada em relevo.
Bule de chá com cerâmica toda trabalhada em relevo.| Luan Galani

A escolha dos materiais traz a composição entre a pedra, a madeira e o veludo, assim como a mistura das especiarias que compõe um chá harmonioso, e que ganharam uma instalação poética no ambiente.

| Luan Galani

Lounge VIP, por Viviane Tabalipa

| Eduardo Macarios

A arquiteta Viviane Tabalipa utilizou parte da antiga piscina do então Aquacenter Batel para dar vida ao seu espaço. O ponto de partida para o projeto foi o uso de elementos artesanais, como fibras naturais e trançados artesanais presentes nos mobiliários soltos, nas estruturas arredondadas e nas folhagens tropicais, além do tom terroso que predomina. O ponto alto do projeto são as ocas, estruturas em fibra natural que formam pequenos lounges onde as pessoas podem desfrutar de um ambiente mais intimista e acolhedor.

Pool party, por Felipe Guerra

| Eduardo Macarios

O ambiente assinado pelo arquiteto, urbanista, cenógrafo e carnavalesco Felipe Guerra resgata a essência do prédio original e assume a piscina como elemento central compositivo. Pensado para abrigar todos os eventos dessa edição da mostra, o espaço recebe uma grande arquibancada em formato de ilha e mobiliários soltos complementares, que garantem uma distribuição segura dos frequentadores, levando em consideração os protocolos sanitários da pandemia. Mais do que decoração, a proposta é cenográfica. Grandes esculturas relembram elementos do universo das águas e a iluminação especial convida a todos para um mergulho lúdico para celebrar o reencontro e a vida.

O ambiente conta ainda com grafite nos azulejos e diversos mobiliários assinados pelo arquiteto Jaime Lerner. Além de compor com diversos tapetes feitos à mão a partir de seda reciclada de saris do Paquistão e do Nepal, da Botteh, que revestem a lateral de toda a área da piscina.

Vista aérea dos espaços da piscina.
Vista aérea dos espaços da piscina.| Luan Galani

Gin bar e lavabo social, por Arthur Calliari

| Eduardo Macarios

De autoria do arquiteto Arthur Calliari, o Gin bar foi idealizado para aquela pessoa que, no final do seu dia, aprecia relaxar na companhia de um drink ou uma taça de vinho. Abraçar o aconchego da penumbra em um momento de transição entre o dia a dia e o conforto do seu lar.

Chamam atenção o emprego de pequenos muxarabis para ventilação e entrada de luz natural, e uma estrutura industrial original do espaço que foi incorporada ao projeto. Elegância sem igual!

| Eduardo Macarios

Palco da vida, por Givago Ferentz

| Luan Galani

A proposta do arquiteto Givago Ferentz é uma cenografia que leva a repensar a vida e como a pandemia transformou a rotina das pessoas. São quatro ambientes interligados, cada qual voltado a uma etapa sobre o percurso da vida. Além de trabalhar com frases, projeções e cores, o espaço celebra retratos impactantes da fotógrafa Juliana Ribas.

| Luan Galani

Estar íntimo, por Larissa Gomes

| Eduardo Macarios

O ambiente de Larissa Gomes traz um dos elementos que mais aparecem nesta edição 2021 da Casa Cor Paraná. São os elementos vazados, também conhecidos como muxarabis, que permitem o dialogo visual entre diferentes espaços, não inibindo ventilação nem iluminação de uma área para outra. Aqui o projeto conta com home theater, brinquedoteca e cantinho para leitura.

Quarto do casal Reveev, por Viviane Busch

Cantinho de meditação com pedras, plantas, musgos e tatame.
Cantinho de meditação com pedras, plantas, musgos e tatame.| Luan Galani

No projeto de Viviane Busch, a cama vem para o centro do quarto e se desencosta da parede, criando um ambiente ainda maior para recarregar as energias do corpo e da mente. O ambiente foi setorizado em área de home office, descanso, meditação e closet, logo atrás da cama, traduzindo muita versatilidade e originalidade.

Área de home office do ambiente de Viviane Busch.
Área de home office do ambiente de Viviane Busch.| Luan Galani

Na escrivaninha, destaque para a solução criativa que cria uma divisória a partir de faixas de couro torcidas até o teto, com a sensação de movimento.

| Eduardo Macarios

Gourmeteria Raízes Evviva, por Claudia Pimentel Bueno e Raísa Bueno Ribeiro

| Eduardo Macarios

Enraizar, no sentido figurado cravar(-se), fixar(-se) em algum local; radicar(-se). Um lugar onde nos sentimos parte, onde é bom estar, onde escolhemos ficar. Essa é a proposta e o pano de fundo da Gourmeteria Raízes Evviva, com assinatura das arquitetas Claudia Pimentel Bueno e Raísa Bueno Ribeiro, da Interarquit Arquitetos Associados.

O projeto é um espaço gourmet de 70 m² com elementos que remetem ao ciclo da vida, onde uma jabuticabeira com frutos serviu como ponto de partida. “Entendemos que esse é o momento de olhar para dentro e propor espaços capazes de provocar sensações e o desejo de estar com quem mais importa”, conta Claudia.

Costaneira de 1,5 tonelada toda trabalhada em relevo reveste a cozinha.
Costaneira de 1,5 tonelada toda trabalhada em relevo reveste a cozinha.| Luan Galani

O grande destaque do espaço é a cozinha, desenvolvida para proporcionar a integração com todo o ambiente. A grande ilha envelopada por uma costaneira de jazida – ponto para a sustentabilidade, já que normalmente essa parte da pedra é descartada.

Do modelo da cozinha, chamam atenção as gavetas feitas inteiramente em aço inox e o mobiliário planejado chumbo e com outro acabamento que lembra o Aço Corten, o Fabro. Saltam aos olhos ainda o espaçamento mínimo entre as portas, dobradiças de alta resistência em titânio e prateleiras internas com uma espessura maior.

| Luan Galani

Churrasqueira Gourmet Criare, por Mariana Paula Souza

| Eduardo Macarios

A arquiteta Mariana Paula Souza criou um ambiente amplo e integrado para reunir a família, receber e agregar pessoas. Uma churrasqueira gourmet com espaço funcional e sala de TV. Com a proposta de design biofílico, o ambiente conta com bastante uso de plantas e elementos naturais, como painéis de madeira e palha. No interior das gavetas da cozinha, divisórias todas em madeira.

marianapaulasouza-casacorparana2021-haus
| Luan Galani

A loja da casa, por Anna Karolinna Venturi

| Eduardo Macarios

O ambiente da arquiteta Anna Karolinna Venturi abriga Coisas de Família, uma marca de antiquário que comercializa diversas peças interessantes. Entre os produtos em exposição, peças para todos os bolsos e gostos, como pratos decorativos a partir de R$ 50, um jogo africano a partir de R$ 650 e um vaso japonês raro por R$ 2,5 mil.

Jogo do Quênia que lembra a série de aventuras Jumanji.
Jogo do Quênia que lembra a série de aventuras Jumanji. | Luan Galani

O local se destaca pelas linhas orgânicas das paredes curvas e pelas prateleiras que se encaixam de maneira delicada nas curvas. Destaque ainda para o painel vazado e com um formato voluptuoso e para a iluminação que valoriza a bela seleção que mescla objetos de design atemporal.

| Eduardo Macarios

Alameda e Praça Casa Cor, por Wolfgang Schlögel

| Eduardo Macarios

A praça pensada pelo paisagista Wolfgang Schlögel apresenta uma intervenção artística mesclada com exótica vegetação e alta performance audiovisual em uma inédita conceituação para ilustrar uma passarela tecnológica. Oferecendo uma experiência sensorial, o projeto proporciona emoções que inspirem as pessoas a aproveitar o verdadeiro significado de cada momento da vida. A arte que encanta a todos é do artista Celestino Dimas.

| Eduardo Macarios

Jardim, por Thiago Zoller

| Eduardo Macarios

O espaço foi idealizado com o objetivo de criar experiências e sensações únicas nos usuários. É um jardim cheio de personalidade e características exclusivas, formado por uma variedade de plantas áridas, exóticas e tropicais. No coração do jardim se encontra uma Oliveira de 250 anos, repleta de história. O espaço propõe que o visitante se reconecte cada vez mais com suas raízes e com a beleza da natureza em sua volta.

| Eduardo Macarios

O quintal e a arte, por Daniela Lopes Niederauer e Roberta Pfeiffer Jiraschek

| Eduardo Macarios

Em tempos de revalorização dos espaços de relaxamento, o ambiente externo é o grande escape. O quintal reconquistou sua importância e espaço. Usado como local de diversão, descanso, meditação e até mesmo de aprendizado e trabalho, ele reaparece como espaço de convívio com a natureza, arte e experiências sensoriais. Uma estrutura metálica vazada representa a flexibilidade da casa, tão buscada atualmente. O paisagismo traz o conceito sustentável e cultural, criando uma composição rica entre arte, arquitetura e paisagismo.

| Eduardo Macarios
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]