i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Obra Nossa

Movimento de arquitetos em prol de comunidades carentes se transforma em associação permanente

  • PorLuan Galani
  • 18/11/2020 19:00
Movimento de arquitetos em prol de comunidades carentes se transforma em associação permanente
| Foto:

O movimento "Somos + Arq. PR", que desde o início da pandemia da Covid-19 criou uma extensa rede de arquitetos, designers, lojistas e clientes em prol de comunidades carentes de Curitiba e Região Metropolitana, agora se torna "Obra Nossa", uma associação sem fins lucrativos permanente. A notícia foi anunciada em evento na noite desta quarta-feira (18) no Planeta Drive-in, na Pedreira Paulo Leminski, por alguns profissionais que integram a diretoria e que apresentaram o manifesto da associação.

A organização já tem sede e fica na Rua Desembargador Vieira Cavalcanti, 151, junto com o "Projeto Luz", que frequentemente faz ações e bazares beneficentes em solidariedade a famílias carentes.

Siga a HAUS no Instagram

| Divulgação

A nível nacional o movimento conseguiu arrecadar R$ 7,2 milhões em sete meses de ações. O que foi revertido em cestas básicas, material de higiene e limpeza para 125 mil famílias, totalizando mais de 1,7 mil toneladas de alimentos distribuídos. Só no Paraná foram mais de 200 toneladas.

A intenção dos arquitetos por trás dessa ação é que a onda de solidariedade não acabe. "Para a chama solidária não se apagar. Altruísmo faz bem. Deve permanecer para ajudar a transformar a sociedade. Se queremos cobrar do poder público, precisamos fazer a nossa parte também", defende o arquiteto Edgar Corsi, um dos diretores da associação, em entrevista exclusiva para HAUS.

"Estávamos um pouco à parte do que acontece nas periferias, na realidade tão diferente. A gente até se sentiu envergonhado por atravessar o Parolin ou a Vila Torres, por exemplo, e nunca ter parado para olhar com calma, olhar a dor dessas pessoas", confidencia o arquiteto Jorge Elmor, um dos diretores da associação e um dos fundadores do movimento no Paraná, ao lado de Jayme Bernardo e Elaine Zanon.

| Divulgação

"Com a entrega das cestas básicas, percebemos que muita gente precisa de pouco para ter uma vida melhor: uma porta, uma janela, um telhado. Então decidimos mudar o foco das ações para melhorar a vida das comunidades. Vimos que poderíamos utilizar o nosso conhecimento técnico para ajudar com infraestrutura urbana, materiais de obra e móveis", completa o arquiteto Pedro Silveira, que também integra a atual diretoria da associação. Como acontecerá com a Vila Harmonia, na CIC, em que já foram arrecadadas doações para fazer a rede de esgoto.

"Nosso foco agora é sair das ações emergenciais e partir para ações transformadoras", sentencia a arquiteta Carol Bollmann, que também está na direção. "Nossos três pilares são infraestrutura, educação e sustentabilidade."

A primeira ação da "Obra Nossa" aconteceu na noite desta quarta para arrecadar recursos para uma ação de Natal planejada para o dia 12 de dezembro em uma comunidade de Piraquara que mantém um coral de crianças.

| Divulgação



Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.