Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Projeto brasileiro leva segundo sol para inverno de Winnipeg, onde temperatura chega a 39° negativos
| Foto: Democratic Architects/Divulgação

O hemisfério norte costuma ter invernos intensos, com temperaturas negativas que chegam ao extremo oposto das registradas no verão brasileiro, o que costuma fazer com que as pessoas não saiam tanto de casa ou se sintam um pouco depressivas.

Um projeto brasileiro irá contribuir para reverter essa situação ao levar um "segundo sol" para Winnipeg. Selecionado em um concurso público internacional, o projeto "Sunset", do estúdio de arquitetura Democratic Architects, baseado em São Paulo, busca reativar a cidade canadense durante os meses mais frios do ano, que registram temperatura média de 39° negativos.

Siga a HAUS no Instagram

| Democratic Architects/Divulgação

"A ideia foi fazer com que o sol fique por mais tempo às margens do rio durante o inverno, que aqueça a alma e traga mais alegria para o dia a dia das pessoas", explica o arquiteto André Zanolla, design lead do estúdio. Segundo ele, há mais de dez anos a The Forks Renewal Corporation, idealizadora da chamada pública de projetos, investe em ações para incentivar as pessoas a saírem de casa durante a temporada de inverno e para que este se torne o melhor momento do ano para elas. E foi isso o que o Democratic Architects buscou promover com o "Sunset".

Com 13 m de comprimento e 3 m de altura, a instalação reproduz uma espécie de sol se pondo tanto na forma de meio círculo quanto na cor, de um amarelo vibrante. "A face da instalação não só mantém a cor e reflete a luz. A ideia foi criar um segundo sol, o conceito de que o sol se põe, porém o brilho dele continua, essa vida se mantêm", acrescenta o arquiteto.

Sunset reproduz o pôr do sol na cidade canadense de Winnipeg.
Sunset reproduz o pôr do sol na cidade canadense de Winnipeg.| Democratic Architects/Divulgação

A instalação está sendo montada com placas de compensado naval e teve sua estrutura pensada para responder às necessidades do local onde será instalada. Entram aí o vão inferior, que possibilita a passagem do vento, e até mesmo o tamanho dos parafusos, que não poderiam ser muito pequenos, para que os instaladores pudessem fixá-los vestindo luvas, acessório indispensável nessas condições de frio extremo.

| Democratic Architects/Divulgação

"Outro ponto interessante neste aspecto é que a instalação será fixada diretamente no gelo, a 1 m de profundidade. A estrutura em vergalhão será instalada e congelada em posição", conta Zanolla ao comentar os diferenciais do projeto quando comparado a outro pensado para climas mais amenos, como o brasileiro.

| Democratic Architects/Divulgação

A instalação do "Sunset" deve seguir até o fim do mês de janeiro, estando a inauguração prevista para o início de fevereiro de 2022.

Conteúdo editado por:Luan Galani
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]