Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Projeto em Florianópolis apresenta “mansões suspensas” com vista para a Lagoa da Conceição
| Foto: Divulgação/CFL Incorporadora

Um prédio horizontal que atualiza a proposta das residências suspensas. Assim pode ser descrito o projeto do empreendimento Moradas do Canto, com lançamento previsto para o segundo semestre deste ano pela CFL Incorporadora, em Florianópolis (SC).

Com apenas três pavimentos e 20 unidades, o condomínio será implantado na encosta de um morro na região da Lagoa da Conceição (uma das mais conhecidas e valorizadas da capital catarinense), e tem no desenho atípico de seus quatro blocos uma de seus principais destaques.

Integração à natureza é destaque no projeto assinado pela Bernardes Arquitetura para a CFL Incorporadora.
Integração à natureza é destaque no projeto assinado pela Bernardes Arquitetura para a CFL Incorporadora.| Divulgação/CFL Incorporadora

"O projeto é muito horizontal, desconstruído. Tem uma arquitetura que interage com o terreno e a vegetação e [as unidades] são dispostas de forma que o teto da que está embaixo se transforme na área externa da que está em cima. Assim, todos os apartamentos têm área externa considerável, por isso dizemos que são mansões suspensas", explica o arquiteto Thiago Bernardes, sócio da Bernardes Arquitetura (escritório reconhecido pelo Architizer A+Awards, em 2015), que assina o projeto.

Somado a este fato, a área privativa das unidades contribui para a proposta de mansão dada aos apartamentos. As unidades têm de 380 m² a 622 m², com configurações de plantas únicas. Há opções de três ou quatro suítes, com quatro vagas de garagem por apartamento, além da vaga para visitantes.

Vista da região da Lagoa da Conceição.
Vista da região da Lagoa da Conceição.| Rogerio Amendola

Toda a área comum e de lazer foi deslocada para o terceiro e último pavimento, que conta, entre outras estruturas, com piscina de borda infinita com vista privilegiada para a Lagoa da Conceição. No total, serão cerca de 8 mil m² de área construída, em um terreno com 16,5 mil m² de área total.

"Todo mundo olha apenas para frente, para a lagoa, mas a vista de trás, do morro, também é deslumbrante, com uma floresta linda", acrescenta Bernardes. "É um projeto com atmosfera de casa, e isso tem a ver com a relação, a conexão destes espaços abertos com a natureza do local", completa Luciano Bocorny, diretor da CFL Incorporadora. Ele enfatiza, ainda, que a proposta do empreendimento procura atender às mudanças de hábito e de comportamento das pessoas, que cada vez mais buscam se conectar com a natureza e viver menos adensadas.


3 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]