Muita luz! 7 espaços que trazem luminárias como protagonistas

Inspire-se com sete ambientes da Casa Cor Paraná 2019 que investiram em lustres cheios de personalidade e que fazem toda a diferença na decoração

Foto: Letícia Akemi / Gazeta do Povo

por Aléxia Saraiva

11/06/2019

compartilhe

Cor, intensidade, função, dimensão e distribuição são apenas alguns dos critérios que devem ser levados em consideração na hora de iluminar um ambiente. As opções disponíveis não são poucas e vão muito além da mera função de iluminar: lustres, luminárias, pendentes e arandelas esbanjam personalidade e fazem toda a diferença na criação de uma linguagem para o espaço.

HAUS selecionou sete projetos da Casa Cor Paraná 2019 que se destacam pelos uso de lustres imponentes e que dialogam com diferentes propostas e estilos. Confira!

Na biblioteca

Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

Na Biblioteca Verde que te quero Verde, a arquiteta Flavia Mattar optou por um projeto sem gesso ou iluminação embutida. No lugar, a aposta foi por lâmpadas de cores quentes, que remetem a acender um abajur no fim da tarde.

O destaque é pendente contemporâneo folheado a ouro com seus globos perolados, que mesclado ao mobiliário de antiquário traz identidade e personalidade ao projeto. Outra novidade é a lâmpada Plumen 003, vencedora do prêmio de iluminação Darc Awards em 2017. “Além da sua iluminação cênica e focal, suas facetas douradas confeccionadas por joalheiros cintilam e criam uma sensação mágica”, explica a arquiteta.

Lâmpada Plumen 003 ganha destaque no espaço. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

Outro detalhe é o acabamento dourado mate nas luminárias que, junto da paleta em tons de verde, busca sofisticação e elegância.

>>> Confirmado: gêmeos do “Irmãos à obra” chegam ao Brasil em agosto

Na suíte

Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

Trazidos pessoalmente de Milão, os pendentes que adornam a lateral da cama foram escolhidos pela arquiteta Gabriela Casagrande pela sua forma orgânica. Eles integram o projeto da Suíte dos Avós, pensado para um casal de avós jovem com linguagem sofisticada e materiais de alto padrão.

A iluminação aconchegante destaca a paleta de cores em tons neutros e a mistura de texturas no espaço: do maxi crochê da colcha de cama ao mármore em estado bruto no banheiro.

No home office

Foto: Michel Willian/Gazeta do Povo

Uma iluminação mais intimista baseada em proporcionar aconchego é a proposta luminotécnica da arquiteta Taciana no Home Office da Empresária. “Apesar de ser um escritório, o ambiente também é pensado para receber pessoas em casa”, justifica.

A iluminação decorativa tem três pontos focais: o pêndulo Penn, assinado por Jader Almeida; a luminária de mesa também assinada por ele e a estante de serralheria com desenho do escritório com retroiluminção, que cria a impressão de que as prateleiras estão flutuando.

Outros focos de luz são direcionados para pontos específicos do ambiente: na cristaleira, na estante e na lareira.

Foto: Michel Willian/Gazeta do Povo

Na sala de jogos

Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

A linguagem “clássica futurística” que permeia a Sala de Jogos criada por Leonardo Gazzale traz luminárias que conversam com esta contraposição de estilos. No mesmo ambiente, o profissional traz lustres dourados acima do bar, inspirados em ‘A Bela e a Fera’, e a luminária contemporânea de três aneis e fitas de LED acima da mesa de xadrez.

Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

As luzes quentes acentuam a função de relaxamento do local, com apenas uma exceção: “Acima da mesa de pôquer temos as luminárias em cúpula com luz neutra, por ser uma área com mais atenção e concentração”, explica o arquiteto. O ambiente também conta com fitas de LED em canaletas no rodapé, que acentuam sua linguagem cênica.

No espaço gourmet

Foto: Michel Willian/Gazeta do Povo

Dividido em áreas de receber, confraternizar e cozinhar, o Clube de Gourmet assinado pelas arquitetas Carolina Rousseau e Denise Pereira Bazzo é pautado por uma iluminação técnica, feita por spots em trilhos que direcionam a luz para pontos focais de cada setor.

O ambiente recebe duas luminárias de efeito. A primeira é centrada em relação à mesa de jantar. Lançamento da Feira de Milão, a peça ilumina com diferentes intensidades, que variam segundo a largura dos tubos que compõem o lustre. No espaço gourmet, o lustre leva um efeito dourado misturado ao cristal. “É uma peça brilhante justamente na área de cozinha, onde temos muito aço escovado e metal cromado. É uma brincadeira de conversa pelo contraponto do oposto: em vez de você combinar, você descombina”, explica Rousseau.

Na cristaleria

Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

A Copa e Cristaleria assinada pela designer Marilis Heimbecker Marques e pelas arquitetas Juliana Marques e Roberta Lanza não escapa ao luxo dos cristais — que ganham destaque pela tonalidade dourada e neutra do ambiente.

No entanto, a linguagem do espaço pende para o contemporâneo tanto pelo despojamento dos móveis — como o sofá verde arredondado — como pela luminária geométrica cujos três pendentes foram colocados em uma posição alternativa à original, para dar mais coesão ao ambiente. Perfis de LED que sobem da parede ao teto complementam a proposta.

Na sala de jantar

Foto: Michel Willian/Gazeta do Povo

O estilo clássico é a linguagem evidente da Sala de Jantar assinada pela arquiteta Kátia Herzog. Os diferentes tons de branco vão do chão ao teto e passam pelos protagonistas do ambiente: a mesa de jantar e, acima dela, o lustre italiano de cristal.

O material também é utilizado na adega, em cada um dos apoios em pinus que sustentam as garrafas, o que cria uma ideia de continuidade no espaço.

LEIA MAIS:

7 poltronas super confortáveis para todos os ambientes da casa

Receba nossas notícias por e-mail

Inscreva-se em nossas newsletters e leia em
seu e-mail os conteúdos de que você mais
gosta. É fácil e grátis.

Quero receber

8 recomendações para você