Casa Cor PR se veste de Brasil

Veja como a mais importante mostra de decoração do estado valoriza o uso de materiais, design, arte, tecidos e revestimentos nacionais

Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

por Eloá Cruz

22/07/2015

compartilhe

Somos naturalmente acolhedores, afetivos e ligados ao nosso lar. Gostamos de receber e visitar. Foi isso que fez a Casa Cor, em todas as suas mostras regionais, apostar na brasilidade como tema para 2015. “Grande parte da história do nosso país passa pela mesa, pela cozinha. Nós temos o prazer em trazer quem gostamos para dentro de casa”, diz Marina Nessi, diretora da Casa Cor Paraná.

E para tornar os lares mais verde-e-amarelos, a inspiração vai muito além das estampas tropicais, cores quentes, vegetação e exuberância. Do design aos materiais de revestimento, há muitos objetos, soluções e propostas que tornaram os ambientes mais conectados à proposta. Por aqui você vê uma amostra disso, que facilmente pode ser adaptado para sua casa.

Design
No lounge do Empório Orgânico, assinado pela arquiteta Mariana Paula Souza, foram usadas peças icônicas do designer carioca Sérgio Rodrigues, morto em 2014,como a poltrona Diz, a mesa Mac, o banco Mocho e o banco Sonia.
Para a arquiteta, a adoção desse mobiliário reforça a proposta de brasilidade, já que suas peças têm forte referência da cultura nacional. Além disso, os traços modernos das prateleiras curvilíneas remetem à natureza e dão uma ideia de acolhimento.

Vegetação
Para as arquitetas Renata Pisani e Ana Augusta Lupion, a integração entre os projetos paisagístico e arquitetônico resulta em efeitos cinematográficos. Ela traz naturalidade e conforto ao projeto. Como as espécies usadas são brasileiras – destaque para as samambaias, que recobrem os pilares –, elas estão adaptadas ao clima tropical e a manutenção é simples.
E para contrabalançar a naturalidade das plantas, as arquitetas utilizaram mobiliário em madeira para potencializar ainda mais o aspecto paisagístico e tropical do projeto da Praça Arauco. “Adotamos também um padrão de visual metálico com o Cobre Corten em nosso espaço”, explica a arquiteta Ana Augusta Lupion.

smith-prd-meth01-tom_rpc_intra1

Materiais
As arquitetas Denise Leal Ribas e Carolina Leal Ribas projetaram o ambiente Jantar e Estar com a proposta de valorizar os produtos locais, numa linguagem contemporânea da arquitetura de interiores. Todos os materiais usados, que vão da madeira de reflorestamento, que reveste o ambiente, aos painéis em pedra retroiluminada, são fabricados no Brasil.
A referência ao tema verde-e-amarelo também está na união de técnicas artesanais, peças e tecnologia presentes no espaço. Os 17 quadros escolhidos para decorar o ambiente são de fotografias que retratam paisagens de todo o país, autoria de fotógrafos brasileiros da Galeria Reserve Fine Art Photography.

Fotos: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Fotos: Fernando Zequinão/Gazeta do Povo

Arte
No ambiente Cocktail Bar, as arquitetas Carolina Rousseau e Camila Markowicz fizeram uma homenagem a artista plástica Tarsila do Amaral – uma das figuras mais importantes da primeira fase do movimento modernista brasileiro. “Tivemos a vontade de fazer um ambiente bem diferente, colorido. A partir das obras da artista, pesquisamos a cartela de cores que decora o espaço”, salienta Carolina Rousseau. Cores como terracota, areia e dourado fazem referência ao sertão e ao agreste brasileiro. Os tecidos presentes no ambiente também foram criados a partir das obras de Tarsila, como a estampa de margaridas que reveste as cadeiras da mesa de jantar e as almofadas.

smith-prd-meth01-tom_rpc_intra

Tecidos
Para homenagear a beleza do litoral brasileiro, os arquitetos Christian e Richard Schonhofen batizaram de Búzios o projeto do studio. Os tecidos, todos de fabricação nacional, trazem ao ambiente rusticidade e sensação de descanso – sua aplicação foi pensada para quem gosta de andar descalço.
“As cores dos tecidos também lembram o nosso litoral: verde e azul. Nos objetos, os mesmos tons se repetem, com o contraste de amarelo e branco”, comenta Christian Schonhofen. As cores vibrantes, estampas e texturas misturadas à madeira dão o clima acolhedor. Um ambiente sem divisões que incentiva longas conversas, sem pressa, com boas histórias na companhia de família e amigos.

Fotos: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

Fotos: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

Receba nossas notícias por e-mail

Inscreva-se em nossas newsletters e leia em
seu e-mail os conteúdos de que você mais
gosta. É fácil e grátis.

Quero receber

8 recomendações para você