Gigante do fast design investe em linha voltada para agricultura urbana

Novidade da Ikea e do designer Tom Dixon será apresentada durante principal feira de agricultura urbana do Reino Unido, a Chelsea Flower Show, em maio de 2019

Foto: Divulgação Ikea/Tom Dixon

por HAUS*

16/12/2018

compartilhe

O seu jardim pode salvar o mundo. Esta é a premissa da participação da IKEA, marca global de decoração e arquitetura, e do designer Tom Dixon na maior feira de paisagismo do Reino Unido, a Chelsea Flower Show, que acontece em maio na cidade inglesa. A ação mais aguardada do evento é o lançamento da mais nova parceria entre as duas marcas, uma iniciativa que visa repensar o futuro da agricultura urbana.

Segundo ações de comunicação emitidas por ambos, a ideia dessa união é propor soluções para um mundo mais sustentável e mais verde, entre as quais está um convite a transformar cada casa em uma fazenda do século 21. Como? Com o suporte de marcas que, como ambas, se disponham a propor soluções inovadores para o cultivo de plantas e vegetais direto do quintal.

>>>> Quase centenário, exemplar icônico da arquitetura de madeira em Curitiba passa por restauro

O conceito que aproximou Tom Dixon da IKEA é a ideia de celebrar o cultivo de alimentos como um elemento fundamental da vida cotidiana, algo que poderá inspirar um estilo de vida mais saudável e sustentável. Considerando a economia de recursos que esta atividade poderá ocasionar, reduzindo o gasto com combustível para transporte de alimentos, o desperdício de água e alimentos em si, a equipe fará uso dos princípios de design democrático da IKEA para “promover a agricultura e o consumo sustentável e acessível em nossas casas e comunidades urbanas”.

Foto: Divulgação Ikea/Tom Dixon

“A jardinagem é uma condição fundamental e elemento inseparável do homem. Ela possui um apelo universal e poder de transformação. Sem as nossas plantas, estaríamos todos em apuros! Mesmo que as pessoas comuns não sejam paisagistas profissionais, acreditamos que é possível compartilhar o conhecimento e ensinar maneiras simples através das quais, qualquer um poderá fazer uma pequena diferença, promovendo a horticultura urbana tanto através das técnicas mais tradicionais quanto com o uso das mais novas tecnologias”, disse Tom Dixon em comunicado.

A apresentação do projeto na feira procura chamar à atenção para o futuro do meio ambiente e a importância do cultivo local de alimentos, ao mesmo tempo em que investiga o contraste entre os métodos de cultivo hiper-naturais e hiper-tecnológicos.

Foto: Divulgação Ikea/Tom Dixon

“Para a IKEA, este projeto é uma forma de refletir sobre como podemos incorporar o cultivo de alimentos em nossa vida cotidiana e doméstica. A agricultura é essencial à vida em sociedade e o design é a chave para desenvolver soluções mais inteligentes. Porque no final das contas, é importante que as pessoas se sintam inspiradas a cultivar e colher seus próprios alimentos em suas casas e comunidades”, disse James Futcher, líder criativo da IKEA Range and Supply.

Após a Chelsea Flower Show, a equipe começará a desenvolver uma série de produtos voltados à agricultura urbana, os quais estarão disponíveis em todas as lojas IKEA ao redor do mundo a partir de 2021.

*Com informações Archdaily Brasil.

LEIA TAMBÉM

Receba nossas notícias por e-mail

Inscreva-se em nossas newsletters e leia em
seu e-mail os conteúdos de que você mais
gosta. É fácil e grátis.

Quero receber

8 recomendações para você