i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Mercado

MadeiraMadeira quer abrir 10 lojas físicas até o fim de 2020

  • 05/03/2020 16:47
Primeira loja física do MadeiraMadeira foi inaugurada em Curitiba e segue o conceito de guide shop.
Primeira loja física do MadeiraMadeira foi inaugurada em Curitiba e segue o conceito de guide shop.| Foto: Divulgação

Rua Marechal Deodoro, centro de Curitiba. Esse é o endereço de uma das principais startups do Brasil. A MadeiraMadeira, com 10 anos de atuação e que tem no portfólio de seu marketplace mais de um milhão de produtos para casa.

Mas, mesmo faturando perto de R$ 1 bilhão por ano, os três sócios Marcelo e Daniel Scandian e Robson Privado sentiram a necessidade de sair do mundo exclusivamente online e se abrir para o mundo off-line. “Somente entre 5% e 7% das vendas de mobiliário e produtos para casa acontecem em plataformas digitais. É um mercado com um apelo físico grande”, justificou Robson durante encontro com a imprensa nesta quarta-feira (4), dia que marcou a inauguração da primeira loja física da marca. O endereço escolhido é o mesmo onde a startup mantém nove andares ocupados por centenas de colaboradores.

O lançamento do espaço nasce da essência da empresa de que todos têm o direito de se sentir em casa. “Começamos a olhar para as lojas off-line quando percebemos que precisávamos estar onde o cliente estava e queria ser atendido. Esse passo é uma forma de reforçar nosso relacionamento e o vínculo de confiança com o consumidor”, completou Daniel Scandian, CEO da MadeiraMadeira.

O endereço da segunda loja está definido, será na Avenida República Argentina, no bairro Novo Mundo, também em Curitiba. O espaço será aberto na segunda quinzena de abril. Até o final de 2020, os sócios do MadeiraMadeira pretendem abrir 10 lojas físicas entre Curitiba e São Paulo, testando formatos e buscando escalar neste modelo. Perguntado sobre o número de lojas pretendido, Daniel refletiu: “talvez centenas.”

Guide shop

Primeira loja física da MadeiraMadeira.
Primeira loja física da MadeiraMadeira. | Divulgação

Para criar o conceito da nova loja, a empresa vem estudando o mercado de varejo ao redor do mundo. Foi em uma viagem para a Índia, em 2018, que veio o click do formato.

A primeira loja - projeto piloto - tem o conceito de guide shop, com uma proposta de experimentação ampliada dos produtos vendidos online. Toda a operação da loja física foi inspirada na experiência online, focando na praticidade e agilidade da compra, e criando uma experiência de compra onde digital e físico se complementam.

Espaços montados simulam ambientes de uma casa e convidam visitantes a fotografar e postar.
Espaços montados simulam ambientes de uma casa e convidam visitantes a fotografar e postar. | Divulgação

O layout busca a simulação de ambientes de uma casa, com apelo para que o visitante fotografe e poste nas redes sociais. Todos os produtos têm uma etiqueta com um QR code, que leva para a página da peça no site, facilitando a compra.

Outra novidade na loja é a apresentação dos produtos da recém-lançada linha exclusiva da MadeiraMadeira, com design criado pela equipe da empresa com sugestões de clientes. “É o início deste investimento em peças próprias, temos 20 itens no portfólio atualmente. São móveis que seguem o conceito de praticidade e podem ser montados pelo próprio cliente”, reforça Robson.

História

Fundada em 2009, a startup curitibana faturou R$ 515 milhões em 2018. Em 2012, a empresa recebeu sua primeira rodada de investimentos da Monashees Capital, Kaszek Ventures e Flybridge Capital Partners. Em 2019, foi a vez de um novo aporte de US$ 110 milhões liderado pelo SoftBank para investimentos em desenvolvimento de tecnologia, logística e experiência do cliente.

Conteúdo editado por:Luan Galani
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.