Decore sua casa embarcando no maravilhoso mundo do faça você mesmo

Apresentamos quatro produções para inspirar você a personalizar sua casa com materiais simples e técnicas de fácil execução

Fotos: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

Fotos: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

por Mariana Domakoski*

23/09/2016

compartilhe

Para a casa ter cara de lar, ela precisa refletir a personalidade do morador. Uma guitarra à vista na sala de um músico, a prancha integrando a decoração no quarto de um surfista, um desenho do filho emoldurado na cozinha e, em cima do aparador, um bonequinho de madeira comprado em um dia divertido durante uma viagem inesquecível. Objetos têm o poder de contar histórias, e essa característica pode ficar ainda mais forte se ele for feito por suas mãos.

Se você já embarcou na aventura do DIY (abreviação de Do It Yourself, faça você mesmo em inglês), sabe as maravilhas que se escondem em uma parede colorida ou uma almofada feita por suas mãos. “É o prazer de olhar para algo que você mesmo conseguiu fazer. E essa satisfação acontece durante o processo de execução”, explica a decoradora Yara Mendes.

É fácil! Aprenda a fazer um patchwork com retalhos de papel de parede

O apreço pelos objetos aumenta muito. “Depois que comecei a trabalhar com isso, passei a valorizar ainda mais o trabalho manual, porque vi a complexidade”, afirma a historiadora Juliana Schlichting, que agora trabalha com design de mobiliário e criou a marca Guria Marcenaria.

E cada vez mais gente parece estar embarcando na onda do DIY. Atualmente há uma mudança no design, caminhando para produções mais autorais, feitas em menor escala, de acordo com os designers de produto Paulo Biacchi e Carolina Armellini.
Ambos são criadores do canal “Tente Isso em Casa” no Youtube e também sócios no estúdio de design e na marca de produtos para casa Fetiche, além de participarem do programa “Decora” no canal GNT. “As pessoas estão deixando de procurar tanto pelos artigos industrializados e passando a se interessar mais por objetos com história”, afirmam. Para Carolina, devido a constante falta de tempo, sente-se a necessidade de ter um momento para fazer algo com calma e dedicação. “Colocar a mão na massa é uma forma de mostrar carinho pelo próprio lar”, reflete.

Faça uma composição geométrica com tinta na parede; veja como

Por onde começar

Muitas pessoas ficam receosas, pensando no que pode dar errado, ou que não têm talento para realizar um projeto. Para driblar essa negatividade, o segredo é apenas um: não tenha medo. Experimente! Se não ficar bom ou se você enjoar, é possível transformar novamente. A mudança não precisa ser definitiva. “Até mesmo trocar o lugar dos móveis pode ajudar a levantar o ambiente”, afirmam a designer Giovana Kimak e o arquiteto Andre Largura.

Mas no que é preciso pensar antes de começar? “Reflita sobre o que você gosta. Se você é mais clássico ou despojado. Se gosta de cor ou prefere a sobriedade. Que tipo de toque lhe agrada, para escolher melhor os tecidos que vão compor sua casa”, aponta a designer de interiores Renata McCartney.

Ofereça um presente exclusivo: aprenda a fazer uma almofada de couro sem costura

Dentro desse universo que engloba seus gostos pessoais e o que você deseja fazer, pense sobre seus talentos: se você é melhor pintando uma parede, mudando a cara de um móvel, fazendo um trabalho com tecido ou com madeira, por exemplo. Envolva os outros membros da família, incentivando a criação de uma residência coletiva de fato.

Olhe em volta e busque alternativas mais fáceis para começar. Fazer uma cabeceira, um porta-retratos, um descanso de panela ou uma almofada nova para o sofá da sala pode ser mais fácil do que tentar criar uma estante que exige ferramentas específicas. “Sempre busque referências de como fazer as coisas. Às vezes parece algo difícil, mas na realidade é mais simples do que você imaginava”, aponta Renata.

Aprenda a fazer uma luminária de design em PVC

Para Paulo Biacchi, do estúdio Fetiche, o ideal é misturar elementos customizados com artigos adquiridos em viagens, garimpados em vendas de móveis usados ou no sótão da casa da família e, por que não, comprados em lojas. “É bem diferente entrar em uma casa em que tudo é padronizado, adquirido em uma loja, e em outra cuja mesa tem oito cadeiras diferentes, cada uma de um lugar, com uma luminária de um antiquário que o dono visitou e um vaso feito por ele. É um ambiente muito mais vivo, mais rico de histórias”, afirma.

Para inspirá-los, trouxemos quatro projetos que você pode fazer em casa: uma luminária, uma almofada, um patchwork de papel de parede e uma composição com tinta. Sete profissionais foram envolvidos para criar e planejar os ambientes. Confira e inspire-se. Só vale lembrar que projetos estruturais ou de mobiliário e decoração mais complexos exigem o acompanhamento de um profissional especializado.

* especial para a Haus

Receba nossas notícias por e-mail

Inscreva-se em nossas newsletters e leia em
seu e-mail os conteúdos de que você mais
gosta. É fácil e grátis.

Quero receber

8 recomendações para você