Apartamento de 70 m² combina móveis brasileiros com estilo industrial

Mobiliário de designers brasileiros e marcenaria brilham na decoração industrial de residência de São Paulo

Foto: Nathalie Artaxo / Divulgação

por Karina Pizzini*

02/01/2020

compartilhe

Uma família do Acre desfruta de um apartamento acolhedor com mobiliário de designers brasileiros e muita iluminação natural em meio à grande metrópole paulista. Somado à vista para o Memorial da América Latina – obra de Oscar Niemeyer –, e detalhes de acabamento e decoração industrial, o projeto destaca uma atmosfera arrojada e urbana, e ao mesmo tempo acolhedora.

Foto: Nathalie Artaxo / Divulgação

O Apartamento RJ, de 70 m², com projeto da Rua 141 Arquitetura em parceria com Rafael Zalc, localizada na Zona Oeste de São Paulo, passou por uma reforma que garantiu novo aproveitamento dos espaços e a inserção de mobiliários e objetos que são co-protagonistas do projeto que valoriza o design nacional.

O imóvel teve a sala e o terraço integrado para maior amplitude na área social. O mesmo piso cimentício foi usado para dar uniformidade ao ambiente. A cozinha linear fica aberta para o living, onde foi criada uma linguagem que se adequa ao espaço e conversa com o mobiliário.

Foto: Nathalie Artaxo / Divulgação

A empresária do setor de varejo de confecção e calçados, Rosiany Barreiros de Almeida, destaca a composição aconchegante do projeto que permite um refúgio à família em suas visitas à cidade, sobretudo por estar localizado bem no meio de São Paulo, próximo a locais de grande movimento.

Foto: Nathalie Artaxo / Divulgação

“Eles queriam um canto de aconchego e outro que tivesse um retrato de um lugar que eles gostavam muito – Nova York”, conta a arquiteta Mona Singal, da Rua 141. Segundo a profissional, a solução foi trazer um quadro que representasse uma janela para a cidade norte-americana. Com a curadoria da artista visual Constance Franciosi, foi criada uma composição de recortes de uma foto em preto e branco do fotógrafo Victor Affaro, que, com os detalhes industriais do imóvel, trouxe harmonia ao ambiente.

“No espaço ao lado da mesa de jantar colocamos duas poltronas, com vista para o Memorial e de frente para o quadro na parede. Então você tem a vista dessas duas grandes metrópoles, e ao mesmo tempo o aconchego e o ambiente natural”, relata a arquiteta.

Foto: Nathalie Artaxo / Divulgação

Todo o mobiliário e objetos de decoração especificados são frutos do trabalho de designers brasileiros. “Acreditamos na nossa produção nacional e valorizamos o trabalho dos designers independentes. Alguns dos objetos, por exemplo, ressignificam o produto original dando um novo uso para ele, o upcycling”, explica a arquiteta.

Composição e iluminação natural

Ter a cozinha como área social, aberta para o living, foi uma proposta que se tornou ponto inicial do projeto. O terraço foi integrado à área interna, eliminando a esquadria e trazendo a área de serviço para próximo do hall de entrada. Já a iluminação nesses ambientes foi feita com trilho aparente preto, que reforça o principal eixo de circulação do apartamento.

Os arquitetos aproveitaram a iluminação e ventilação naturais para toda área social, resgatando a luz do dia para dentro do refúgio urbano. Entre os materiais escolhidos, destaque para a madeira cabreúva, típica da região Amazônica, a laca cinza escura e os detalhes em latão na marcenaria do living.

Foto: Nathalie Artaxo / Divulgação

Na cozinha e área de serviço foi escolhido o granito São Gabriel com acabamento escovado, o concreto aparente na viga que separa o terraço do living e nas demais áreas o piso cimentício. Os tons escuros da pedra e laca entram em harmonia com a madeira mais clara, criando uma rica composição de texturas e cores.

Foto: Nathalie Artaxo / Divulgação

Na entrada do apartamento foram alocadas a rouparia e a área de serviço, que ficam escondidas pelos grandes painéis de madeira. Dessa forma, foi possível otimizar os usos e manter a mesma linguagem criada para a área social.

Foto: Nathalie Artaxo / Divulgação

Para integrar os ambientes, os arquitetos mantiveram a disposição dos quartos e banheiros e separaram a área intima da área social com uma porta pivotante do piso ao forro, que se camufla com a cor das paredes.

*Especial para HAUS.

LEIA TAMBÉM

Móveis e objetos com mais de 150 anos dão vida à decoração de apartamento de 67 m²

Com saída da piscina direto para sala, residência tem grande área para receber

Inspiração modernista é destaque em projeto de apartamento com vista para o mar

7 ambientes com a cor de 2020 da Pantone para você se inspirar

Como usar tapetes do jeito certo em diferentes cômodos

Receba nossas notícias por e-mail

Inscreva-se em nossas newsletters e leia em
seu e-mail os conteúdos de que você mais
gosta. É fácil e grátis.

Quero receber

8 recomendações para você