Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Centro Brasil Design lança premiação Design for a Better World Award, para valorizar soluções de impacto positivo na sociedade.
Centro Brasil Design lança premiação Design for a Better World Award, para valorizar soluções de impacto positivo na sociedade.| Foto: Bigstock

O Centro Brasil Design (CBD), respeitado centro brasileiro que fomenta a cultura do design no país, acaba de lançar a 1ª edição do Design for a Better World Award (DFBW Award), uma premiação inédita que valoriza soluções que impactam de forma positiva a sociedade em busca de um mundo melhor e que é direcionada para um público que vai além do universo usual do design.

São contemplados pelo prêmio cinco grandes áreas: design, comunicação, arquitetura e construção, cidades e maker kids. Podem participar quaisquer pessoas, independentemente da profissão. E até projetos de crianças e jovens de seis a 18 anos poderão ser premiados na última categoria, cuja proposta é valorizar o olhar infantil e incentivá-lo na busca de produtos e serviços de impacto positivo.

Siga a HAUS no Instagram

"Desde 2018 o CBD é signatário do Pacto Global da ONU e vem compartilhando os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Criamos uma iniciativa chamada Design for a Better World que vinha debatendo o papel do design por um mundo melhor e percebemos que havia uma oportunidade para lançar o prêmio que tem como objetivo dar visibilidade para essas iniciativas e soluções", conta Letícia Castro, diretora superintendente do CBD.

Benefícios aos vencedores

Quem for premiado pelo júri internacional especializado, que ainda será anunciado, ganhará uma série de benefícios, como uso do selo do prêmio, visibilidade com divulgação dos projetos na mídia, destaque na cerimônia de premiação, feedback do júri, indicação para participar de palestras e eventos, 40% de desconto em consultorias realizadas pelo CBD, acesso a rede de parceiros nacionais e internacionais do CBD, isenção da taxa de inscrição do iF Design Award 2023, entre outros.

| Divulgação

De acordo com o CBD, os projetos inscritos serão avaliados em três verticais: design, inovação e impacto positivo. O júri deverá olhar para questões como economia circular, inclusão física e cultural, eficiência energética, redução de resíduos, redução do uso de água, redução da poluição, redução do consumo, materiais menos impactantes, melhoria do meio ambiente ou melhoria do bem-estar das pessoas, maior reciclabilidade, reutilização, reaproveitamento, viabilidade econômica, obsolescência, intercambialidade, design universal, manutenção mais fácil e durabilidade estendida em produtos, processos, serviços e projetos.

Inscrições

As inscrições vão até 24 de setembro de 2021. Para quem se inscrever até 9 de julho, o valor da inscrição fica por R$ 250 reais. De 10 de julho a 20 de agosto, R$ 350; e de 21 de agosto a 24 de setembro, R$ 450.

Os resultados serão divulgados em novembro de 2021.

Para mais informações e acesso ao regulamento completo, clique aqui.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]