Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Conjunto de mesas laterais Tribo, em madeira maciça, pela Lattoog. Foto: Divulgação/Lattoog
Conjunto de mesas laterais Tribo, em madeira maciça, pela Lattoog. Foto: Divulgação/Lattoog| Foto:

Da construção e revestimento ao mobiliário, a madeira é soberana entre as matérias-primas que ganham vida pelas mãos de arquitetos, designers e artesãos brasileiros. Natural, quente e bastante versátil, ela é o tema central da 1ª edição do Matéria-Prima, ciclo de encontros que terá início nesta terça-feira (11) e segue até o próximo dia 27 de agosto por meio de plataforma streaming.

Siga a HAUS no Instagram!

Idealizado pela jornalista Juliana Victorino e pela designer Maria Eduarda Carneiro da Cunha, o evento irá reunir acadêmicos, artistas, designers, arquitetos, formadores de opinião, artesãos e ONGs especializadas para discutir as características, usos e curiosidades desta matéria-prima tão rica e que cabe em diferentes tipos de projetos, além de estimular o consumo consciente dela. Entre eles estão nomes como Ricardo Graham Ferreira, oEbanista; Adelia Borges, curadora, historiadora e crítica de design; Leonardo Lattavo, designer da Lattoog; Guto Índio da Costa, designer; e Ana Cristina Schneider, consultora estratégica e de mercado do Sindmóveis (Sindicato das Indústrias do Mobiliário), consultora do Orchestra Brasil e Projeto Raiz.

Consumo consciente da madeira será um dos temas abordados nas palestras. Foto: Divulgação/Precious Woods
Consumo consciente da madeira será um dos temas abordados nas palestras. Foto: Divulgação/Precious Woods

Os encontros terão 90 minutos de duração cada, sendo 30 minutos abertos às perguntas dos participantes. As inscrições custam R$ 20 (por palestra) ou R$ 100 (pacote para os seis encontros). Parte da renda da venda dos ingressos e a doação de designers com sua hora/aula serão revertidas para a Ampravat (Associação de microprodutores rurais de Amorim e Vista Alegre do Tapajós) em uma ação para contribuir com a implementação de uma escola para aproveitamento de resíduos e insumos.

Confira a programação:

Dia 1 (11/08) - Madeira e a Produção Industrial Moveleira - da criação ao chão de fábrica

Mediação: Ana Cristina Schneider (Sindomóveis, Orchestra Brasil e Projeto Raiz). Participantes: Leonardo Lattavo (Lattoog), Mila Rodrigues (consultora de produtos para indústrias) e Guto Índio da Costa (designer)

Dia 2 (13/08) - Madeira e a Produção Artesanal Moveleira - o tempo, a criação e a produção 

Mediação: Bruno Simões (sócio-curador da MADE e conselheiro do Instituto Lina Bo Bardi). Participantes: Ricardo Graham Ferreira (oEbanista), Fernando Mendes (arquiteto, designer e marceneiro) e Rodrigo Silveira (designer e marceneiro)

Dia 3 (18/08) – Madeira e a Arte Popular - a expressão popular do artesão através da madeira

Medição: Ronald Barbosa (designer e artista plástico e gestor cultural). Participantes: Adélia Borges (crítica, curadora e historiadora de design), Maria Fernanda Paes de Barros (designer e pesquisadora) e Renato Dib (artista plástico e curador da Dpot Objeto, em São Paulo)

Dia 4 (20/08) – Madeira Brasileira – ontem, hoje e amanhã  

Mediação: Aline Tristão Bernades (diretora executiva do FSC Brasil). Participantes: Angelo Ricardo Sousa Chaves (engenheiro ambiental. Atua no manejo florestal comunitário desde 2014 pela Cooperativa Mista da Flona do Tapajós – Coomflona), Beto Mesquita (diretor de Políticas e Relações Internacionais da BVRIO), Jeanicolau Simone de Lacerda, (assessor da Precious Woods Holding, uma das maiores empresas do mundo no campo do manejo sustentável e certificado de florestas tropicais)

Dia 5 (25/08) – Madeira Brasileira e a Arquitetura - a influência da madeira na arquitetura brasileira

Mediação: Fernando Mungioli (proprietário e Publisher da Arco Editorial Ltda, editora especializada em arquitetura e responsável pela revista "Projeto"). Participantes: Fernando Mendes (arquiteto, designer, marceneiro e presidente do Instituto Sergio Rodrigues), Ana Belizário (gestora de projetos e novos negócios com foco em construção civil da Amata, empresa brasileira que nasceu com o propósito de manter as florestas em pé); Gustavo Utrabo (arquiteto e urbanista)

Dia 6 (27/08) - Madeira no Movimento Maker - a transição dos labs para as marcenarias  

Mediação: Eva Mota (jornalista, estudante de Design de Interiores). Participantes: Emanuel Oliveira (fundador da Marcenaria Selvagem, um espaço de formação e residência em marcenaria), Gabriel Lages (designer de produto, fundador da Fabrique, escola de marcenaria).

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]