Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Poltrona Batinga, por Segio J. Matos para Lovato
Poltrona Batinga, por Segio J. Matos para Lovato| Foto: Estúdio Sergio Matos/Divulgação

Este sábado (16) marca o encerramento da 10ª edição da DW!, a Semana de Design de São Paulo. Considerado um dos cinco maiores eventos de design do mundo, o festival celebrou seu décimo aniversário com um surpreendente sucesso, que levou à extensão de seu calendário em uma semana e a uma fervilhante programação. A semana reuniu o melhor do design brasileiro e internacional em mostras e eventos espalhados pela capital paulista e também pela Região Metropolitana de São Paulo.

E não poderia ser diferente. Resultado da mente inquieta do empresário Lauro Andrade, 49 anos, que desde 2006 atua no segmento de eventos do setor de design, a DW! se consolida a cada ano como um espaço de celebração e de reconhecimento do que de melhor se produz e se apresenta por aqui, em um festival que remete à consagrada mostra italiana Fuorisalone - que inclusive inspirou a criação da Semana de Design brasileira.

Siga a HAUS no Instagram

Em entrevista exclusiva para HAUS, que é media partner oficial da DW! 2021, Andrade faz um balanço do festival deste ano, que também representa a retomada dos grandes eventos presenciais no país após meses de restrições mais severas impostas pela pandemia da Covid-19, e antecipa novidades para a edição da Semana de Design de São Paulo de 2022. Confira!

Confira a cobertura completa da DW! 2021

 Lauro Andrade é o nome à frente da organização da DW!, a Semana de Design de São Paulo.
Lauro Andrade é o nome à frente da organização da DW!, a Semana de Design de São Paulo.| Newton Santos/Divilgação

O que a DW representa para o setor neste final de pandemia?

Esta 10ª e histórica edição representa o “novo normal” dos eventos, com ações híbridas, digitais e presenciais. No digital são entregues conteúdos onde a necessidade de concentração e absorção individual são preponderantes. As presenciais propõem experiências multissensoriais únicas, inéditas e exclusivas e relações interpessoais de negócios mais profundas.

O que levou à extensão do calendário oficial do evento? Como foi a adesão dos expositores a esta ampliação?

Fomos surpreendidos positivamente no último mês pré-DW! com a enorme adesão de clientes e parceiros. Tivemos número recorde de 10 distritos de design, 344 eventos cadastrados em nossa plataforma, por 111 expositores diferentes. Oito dias não foram suficientes. Fomos provavelmente [uma das maiores] Design Week do mundo em 2021.

Neste ano o evento celebrou seu 10º aniversário. Como você teve a ideia de criar esse festival?

Trabalho com eventos de arquitetura, decoração e design há quase 20 anos. Em 2008 fui visitar o Salão do Móvel de Milão e, além da feira, fiquei apaixonado pelo que acontecia no entorno, pela cidade de Milão, no Fuorisaloni. Na época nos perguntamos porquê o Brasil não tinha um festival que celebrasse a potência criativa que somos. A partir daí visitamos e estudamos modelos de Semanas de Design pelo mundo e chegamos à conclusão que o modelo paulistano seria um mix de Milão com o London Design Festival. Em 2012, realizamos a primeira edição e até hoje inovamos em estratégia e formatos, nos adaptando às mudanças da cidade e do mercado.

Anualmente, dezenas de expositores e milhares de visitantes fazem da DW! um dos maiores eventos mundiais do setor.
Anualmente, dezenas de expositores e milhares de visitantes fazem da DW! um dos maiores eventos mundiais do setor.

Como você avalia a grande dose cultural e fervilhante que a DW injeta na cidade?

Nossa sensação é a de que tivemos muitas conquistas na busca de nosso propósito desde 2012: integrar os mundos criativo e produtivo. Na época, convictos de sermos uma potência criativa inigualável, apostamos que o caldeirão étnico e cultural brasileiro, gerador de criativos geniais de Norte a Sul do país, quando integrado à ultrarresiliente força empreendedora nacional e ao uso sustentável dos recursos naturais, poderia mostrar ao mundo um Brasil inovador e diferenciado, criador de soluções para a melhoria da qualidade de vida das pessoas e da sociedade. Nossa jornada está só começando.

Esse ano houve a expansão para a Região Metropolitana e novos quatro distritos. O que mais você pretende trazer para a DW nos próximos anos?

O plano de expansão para novas regiões da cidade de São Paulo e Região Metropolitana é antigo. Neste ano encontramos parceiros com visão integrada à nossa, e capacidade operacional de nos ajudar no crescimento, mantendo e compartilhando os valores e princípios que para nós são inegociáveis. Em 2022 estaremos com um destes parceiros - o Club&Casa Design - em sete novas regiões de Norte a Sul do Brasil. Outras três grandes cidades do Brasil também têm interesse no nosso DW! Tour.

Pode nos explicar como será essa versão DW! em outras cidades no ano que vem e adiantar quais cidades receberão o evento?

O festival paulistano continuará sendo o evento de referência para as demais regiões. Nas novas, adaptaremos nossa operação às peculiaridades, calendário e protagonistas de cada local. Em novembro de 2022, realizaremos um DW! TOUR 10 ANOS no litoral paulista, tendo Santos como local de concentração do maior número de atividades. As sete novas cidades de 2022 serão divulgadas em dezembro de 2021.

Qual a grande força do design brasileiro na sua opinião?

Sem dúvida nenhuma, a pluralidade e diversidade cultural, racial, de materiais, referências e abordagens do design. Do pampa gaúcho à floresta amazônica surgem, a cada dia, propostas sem precedentes no mundo.

E como você enxerga as mudanças causadas pela pandemia no morar? O que você destacaria de mais importante?

Nunca as residências foram tão usadas, avaliadas e valorizadas, como nestes últimos 18 meses. Base da pirâmide de necessidades humanas do mestre da psicologia Maslow, o “abrigo” tornou-se o principal local de garantia do conceito pleno de saúde, segundo a OMS: “saúde é o estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não apenas como a ausência de doença ou enfermidade”. Projetos qualificados de arquitetura, urbanismo e design de interiores de lares , locais de trabalho, educação, entretenimento e outros, são parte da solução para a qualidade de vida e bem-estar da sociedade. Somos parte da solução das agruras sociais, sem dúvidas.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]