i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Curitiba ganhará Praça da Rússia com estátuas assinadas por escultor polêmico

  • PorAléxia Saraiva
  • 24/07/2019 15:11
Curitiba receberá estátuas de três artistas russos, assinadas por Zurab Tsereteli. Na foto, estátua de Kandinsky feita por ele, em Moscou. Foto: Flickr/carlfbagge
Curitiba receberá estátuas de três artistas russos, assinadas por Zurab Tsereteli. Na foto, estátua de Kandinsky feita por ele, em Moscou. Foto: Flickr/carlfbagge| Foto:

Tolstói, Kandinsky, Rostropovitch. Esses três grandes nomes da cultura russa — respectivamente das áreas da literatura, das artes plásticas e da música — serão os mais novos a integrar o rol de homenageados com estátuas em Curitiba. As obras serão assinadas pelo georgiano Zurab Tsereteli e vão inaugurar um novo espaço público na cidade: a Praça da Rússia, com localização ainda a ser definida. A ideia é homenagear imigrantes russos que chegaram ao Paraná no século 20 e passaram a integrar a identidade do estado.

Três grandes artistas russos serão homenageados: o escritor Liev Tolstói, o músico Mstislav Rostropovitch e o artista plástico Wassily Kandinsky. Foto: reprodução
Três grandes artistas russos serão homenageados: o escritor Liev Tolstói, o músico Mstislav Rostropovitch e o artista plástico Wassily Kandinsky. Foto: reprodução

A doação integra parte das ações da 14ª Bienal de Arte de Curitiba, que acontece na capital paranaense de 21 de setembro de 2019 até 1º de março de 2020. Nesta edição, a curadoria gira em torno do conceito de “Fronteiras em Aberto” e é assinada pela historiadora de arte Tereza de Arruda e pelo artista e crítico Adolfo Montejo Navas.

>> Spoiler: como será a exposição de Leonardo da Vinci no Brasil

Segundo a Bienal, as ações integram o projeto de deixar ao menos um legado em Curitiba a cada edição, por considerar que “uma bienal de arte tem sempre um caráter impactante, porém efêmero ao longo dos meses expositivos”.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Bienal de Curitiba (@bienaldecuritiba) em

A temática da edição aborda a flexibilização de fronteiras, trazendo à cidade obras assinadas por artistas dos países integrantes do BRICS: Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.

>> 10 homenagens de artistas e designers aos 50 anos do homem na Lua

A Bienal pretende dar destaque “à produção de países de outra geopolítica emergente como o BRICS, com sua nova órbita intercontinental, assim como de países significativos e simbólicos da Europa, uma cartografia imprescindível e tão estreitamente ligada histórica e culturalmente às Américas, à América Latina, ao Brasil e, concretamente, a Curitiba”, como afirma o texto curatorial.

Tsereteli já tem no portfólio estátuas dos três artistas. Nas fotos, respectivamente, Kandisnky em Moscou, Tolstói em Montevidéu e Rostropovic, da coleção "Contemporary". Fotos: divulgação
Tsereteli já tem no portfólio estátuas dos três artistas. Nas fotos, respectivamente, Kandisnky em Moscou, Tolstói em Montevidéu e Rostropovic, da coleção "Contemporary". Fotos: divulgação

Em 2017, a parceria entre Bienal de Arte e Prefeitura de Curitiba já rendeu uma estátua à cidade: uma escultura que representa o filósofo Confúcio foi inaugurada junto ao então novo Largo da China, no Centro Cívico.

Estátua de Confúcio foi presente da Bienal de Curitiba em 2017. Foto: Daniel Castellano/SMCS
Estátua de Confúcio foi presente da Bienal de Curitiba em 2017. Foto: Daniel Castellano/SMCS| Daniel Castellano

Artista polêmico

Foto: reprodução/Museum Studies Abroad
Foto: reprodução/Museum Studies Abroad

O trabalho de Zurab Tsereteli é notório. Suas com obras estão espalhadas por diversos continentes e não passam despercebidas, frequentemente feitas em larga escala. Mas o pintor, escultor e arquiteto de 85 anos nascido na Geórgia não passa sem polêmicas.

Foto: reprodução/Georgian Journal
Foto: reprodução/Georgian Journal

As opiniões sobre sua personalidade normalmente residem em dois opostos: por um lado, sua obra é admirada, sendo Tsereteli um dos maiores nomes da arte contemporânea da região. Por outro, é tido como um ícone do imperialismo russo — é um dos artistas mais requeridos do governo russo, que frequentemente encomenda obras a ele, além de conhecido apoiador de Vladimir Putin.

Entre suas realizações polêmicas, estão a escultura do presidente russo exposta em Moscou e a obra To the Struggle Against World Terrorism. Com a altura de um prédio de 10 andares, o monumento foi um presente do governo russo aos Estados Unidos após os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001.

To the Struggle Against World Terrorism, escultura de Zurab Tsereteli presenteada aos EUA. Foto: reprodução
To the Struggle Against World Terrorism, escultura de Zurab Tsereteli presenteada aos EUA. Foto: reprodução

LEIA MAIS:

Artista russo mistura catedrais abandonadas com obras modernistas para explorar passado

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.