i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Agora você pode visitar patrimônios históricos de mais de 20 países em 3D

  • PorGazeta do Povo
  • 19/04/2019 14:59
Tempo de Apolo em Portara, na Grécia, é um dos novos patrimônios que integram a plataforma do Google Heritage. Foto: divulgação/Google
Tempo de Apolo em Portara, na Grécia, é um dos novos patrimônios que integram a plataforma do Google Heritage. Foto: divulgação/Google| Foto:

Trinta novos monumentos de 13 diferentes países passaram a integrar, nesta quinta-feira (18), o projeto de preservação digital Open Heritage. Criado pelo Google Arts and Culture em parceria com a organização não-governamental CyArk em 2018, o site e o aplicativo disponibilizam visitas a monumentos históricos ao redor do mundo através da tecnologia de ponta utilizada em reconstruções 3D — tudo gratuitamente.

Templo de Lukang Longshan, em Taiwan, inclui murais pintados, esculturas em madeira e o maior teto de madeira do país. Foto: divulgação/Google
Templo de Lukang Longshan, em Taiwan, inclui murais pintados, esculturas em madeira e o maior teto de madeira do país. Foto: divulgação/Google

Entre os novos monumentos online estão o Memorial Thomas Jefferson, nos Estados Unidos; a Catedral da Cidade do México; o Templo de Apolo, na Grécia; e o Túmulo de Tu Duc, no Vietnã. Além de comemorar um ano do projeto, a expansão também coincide com o Dia Internacional dos Monumentos.

>> A história das civilizações é contada em estilos arquitetônicos na catedral mexicana; conheça

Catedral do México foi fotografada por drones para montagem 3D no Open Heritage. Foto: divulgação/CyArt
Catedral do México foi fotografada por drones para montagem 3D no Open Heritage. Foto: divulgação/CyArt

“Nosso objetivo não é apenas preservar digitalmente os locais de patrimônio em risco, mas também disponibilizar histórias e dados que coletamos para futuras gerações de pesquisadores, educadores e estudantes”, afirmou, em publicação oficial, o CEO da CyArk, John Ristevski.

Mesquita Wazir Khan, no Paquistão, foi construída no século 17. Fica na cidade de Lahore, capital da província de Punjab. Foto:
Mesquita Wazir Khan, no Paquistão, foi construída no século 17. Fica na cidade de Lahore, capital da província de Punjab. Foto:

Um dos usos práticos do projeto é rememorar lugares históricos fechados ou destruídos, como foi o caso do Museu Nacional, que sofreu severo incêndio em 2 de setembro de 2018. O site oferece uma visita guiada online e gratuita com imagens capturadas pela plataforma Google Street View antes da tragédia.

Neste ano, entraram na parceria mais duas instituições: o Historic Environment Scotland e a Universidade do Sul da Flórida. Ambas são organizações que vieram fortalecer o pilar do compartilhamento de dados 3D, forte premissa do projeto. Dessa maneira, ambos países-sede das instituições — Escócia e Estados Unidos — ganharam mais uma série de monumentos no banco de dados do projeto.

Além do site vinculado ao Google, o projeto também libera os dados para quem quiser explorar o banco de dados dos monumentos em 3D para fins de pesquisa, por exemplo. Eles estão disponíveis na página Open Heritage 3D.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.