Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Foto: Bigstock
Foto: Bigstock| Foto:

Manter contato com a natureza é terapêutico, a ciência já comprovou. E não é preciso ir à praia, à montanha ou sair de casa para desfrutar de todo este benefício. Mexer com a terra, cultivar uma horta, ver um botão desabrochar no jardim ou em um vaso já são mais do que suficientes para descarregar as energias e vislumbrar a poesia da vida em tempos de confinamento.

Siga HAUS no Instagram

Para te ajudar a desfrutar de todos esses benefícios, e ainda por cima trazer mais vida e beleza para a decoração ou para o quintal, HAUS listou dez dicas e hábitos de jardinagem para manter em casa - muitos deles defendidos pela jardineira pop Carol Costa. Confira!

Remova as folhas secas

Foto: PxHere
Foto: PxHere

As plantas gastam muita energia para tentar recuperar folhas danificadas. E ter folhas secas nem sempre é sinal de que algo não vai bem. Muitas vezes, é apenas o ciclo natural de renovação da folhagem. Então, aproveite para fazer uma limpa nas folhagens e flores, retirando folhas secas ou danificadas cortando-as rente ao caule. Além de fazer bem para a saúda da planta, isso ainda vai deixar o vaso ou o jardim mais viçoso.

Faça mudas de suas suculentas

Foto: Bruno Matos/Arquivo/Gazeta do Povo
Foto: Bruno Matos/Arquivo/Gazeta do Povo

Elas conquistaram os lares brasileiros, são belas e fáceis de cuidar - e também de se multiplicar. Para fazer mudas das suculentas, basta retirar cuidadosamente as folhas e as dispor sobre uma base com terra ou substrato. Pronto! Está feito o seu berçário de suculentas, que em breve dará a vez a inúmeros novos vasos pela casa.

Mais plantas, mais vasos

Foto: PxHere
Foto: PxHere

Você fez as mudas, mas daí pensa: onde vou plantá-las? A jardineira Carol lembra que muitas das embalagens que temos em casa, como as de café, biscoitos, caixas de leite ou garrafas e potes de vidro, por exemplo, podem virar novos vasos. Basta cortá-los ou moldá-los da forma desejada e preenchê-los com terra ou substrato. Ah, também é possível personalizá-los com tinta, revesti-los com papel e abusar da criatividade, incluindo até os pequenos na brincadeira.

Limpe vasos e canteiros

Um solo fértil para as plantas ornamentais é, também, fértil para as invasoras e ervas daninhas. Não tem jeito, de tempos em tempos é preciso limpar vasos e canteiros, retirando as espécies que crescem ali sem licença. Na maioria dos casos, basta puxá-las pela base do caule para que saiam por completo, incluindo as raízes.

Do lixo para o substrato

Foto: Bigstock
Foto: Bigstock

Não são somente as cascas de frutas e legumes que são benéficas para as plantas. A borra de café, que comumente vai parar no lixo, funciona como um excelente substrato temporário em tempos em que não dá para sair de casa para comprar terra para novos vasos. No jardim, ao ser misturado à terra, ele ajuda a manter a permeabilidade e a drenagem do solo, além de sustentar microrganismos benéficos ao desenvolvimento das plantas. Conheça outros mitos e verdade sobre o efeito do café nas plantas.

Juntas e misturadas

Nós precisamos cumprir o isolamento social, mas as plantas não. Espécies que requerem os mesmos cuidados, como quantidade de água, luz ou sombra, podem coabitar o mesmo canteiro ou vaso. Além de possibilitar em visual diferente e repleto de tons e cores, unir as plantas ainda faz com que você exercite seus dons na montagem de arranjos e com que as espécies possam estar presentes em mais lugares da casa.

Cultive uma horta

Foto: Isla Sementes/Divulgação
Foto: Isla Sementes/Divulgação

Se você sempre quis ter uma horta, mas nunca colocou em prática o projeto, este é o momento. E não precisa ser nada muito grande ou complexo, uma floreira ou até mesmo vasos já são suficientes para cultivar cebolinha, salsinha, manjericão e garantir temperos frescos e aromáticos. Em bandejas de frios ou de pães e bolos (rasas), é possível ainda cultivar os microverdes , hortaliças ultrajovens que são muito nutritivas e têm grande apelo estético.

Produza seu próprio adubo

O adubo é o alimento das plantas, e produzi-lo em casa também é uma boa pedida. Neste caso, a dica de Carol Costa é deixar um pote sempre à mão na cozinha e guardar nele cascas de frutas e legumes, de ovos, borra de café e talos, entre outros restos vegetais. Quando ele estiver cheio, bata tudo no liquidificador com o mínimo de água possível. Depois de batido, aplique a mistura diretamente sobre a terra dos vasos e canteiros (o líquido não pode ser armazenado), na chamada adubação laminar, e proteja a área com palha ou folhas secas. Isso evita o aparecimento de moscas e mosquitos.

Observe e abuse do poder das plantas

Foto: Trama Paisagismo/Divulgação
Foto: Trama Paisagismo/Divulgação

A correria do dia a dia muitas vezes faz com que não prestemos atenção aos detalhes que garantem a beleza e o bem-estar que as plantas nos proporcionam. Você já percebeu que as folhas das marantas e calatheas se movimentam ao longo do dia? Tire um tempo para apreciar as espécies que cultiva e, mais do que isto, experimentar composições de vasos distintas das que você está habituado, explorando texturas, tamanhos, formas e cores.

Deixe o sol entrar

Assim como as folhas secas e as ervas daninhas, os galhos mortos ou os arbustos que ramificaram demais devem ser retirados ou podados para aumentar o arejamento e permitir que o sol e o ar possam penetrar as plantas, especialmente neste período do ano, no qual a incidência solar começa a ser menor.

1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]