Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Apartamento com vista para a Praça do Japão é novo lançamento imobiliário de Curitiba
| Foto: Divulgação

A região da Praça do Japão vai ganhar um dos últimos edifícios residenciais com vista privilegiada da área. É o Mirage Silva Jardim, entre o Água Verde e o Batel, que acaba de ser lançado pela Swell Construções e Incorporações. O edifício fica na Av. Silva Jardim, esquina com a Rua Saint' Hilaire. A entrega está prevista para o 1º semestre de 2024.

Siga a HAUS no Instagram

O edifício de luxo terá 25 unidades. Destas, 18 são apartamentos tipo, com três suítes e três vagas de garagem, com área privativa entre 150,04 m² e 187,83 m². Todas as unidades tipo têm piso da sacada nivelado com o da sala.

| Divulgação

O Mirage Silva Jardim também tem quatro apartamentos duplex no meio da torre, com três suítes de 198,67 m² privativos e 3 vagas de garagem. As três coberturas duplex são no estilo penthouse, com área social e amplo terraço privativo no piso inferior e área íntima no piso superior, com três suítes de 209,91 m² e 258,14 m² privativos e 4 vagas de garagem.

Entre os principais diferenciais, estão o porte-cochère na entrada do empreendimento, vagas para visitante, local refrigerado para entrega de delivery, tecnologia wireless disponível em toda a área comunal, atendimento do consumo de toda a área comum por meio de energia solar e integração das áreas de lazer com o ambiente externo.

| Divulgação

O diretor de incorporação da Swell, Leonardo Pissetti, comenta ainda que o salão de festas foi projetado para atender as exigências atuais de maior distanciamento entre mesas. “As pessoas começaram a repensar sua moradia nesse momento de pandemia, especialmente quanto à conveniência, tecnologia, integração com a natureza, sustentabilidade, conforto e bem-estar. O Mirage reúne todos esses atributos, numa das melhores localizações de Curitiba”, destaca.

| Divulgação

Conforto acústico e térmico são algumas das principais preocupações do projeto. As esquadrias terão isolamento acústico, a porta de entrada dos apartamentos terá redutor de ruído, as paredes e divisórias internas terão alto desempenho acústico e os pisos, manta acústica. Os apartamentos também terão pé-direito próximo à 2,75 metros na área social, favorecendo a ventilação e iluminação natural para deixar os ambientes mais arejados. A cozinha terá ventilação direta para o exterior por meio de janelas.

| Divulgação

O Mirage Silva Jardim terá fachada em estilo contemporâneo, com projeto assinado pelo arquiteto Luiz Bacoccini. “Nossa proposta é uma arquitetura contemporânea e permanente. Quando optamos pela presença marcante dos vidros na fachada, proporcionamos uma atmosfera aconchegante com luminosidade natural. Entregando equilíbrio entre a linguagem arquitetônica externa e os ambientes internos, buscando assim formar um clima perfeito para seus moradores”, explica Bacoccini.

| Divulgação

Os interessados em conhecer o projeto podem agendar uma visita pelo telefone (41) 98874-3298. O agendamento é exclusivo, ou seja, cada comprador terá um horário próprio para comparecer ao plantão boutique.

| Divulgação

A área de lazer do condomínio atende toda a família, com academia, piscina aquecida e coberta com deck externo, espaço gourmet, brinquedoteca, salão de festas com lounge externo com lareira, playground, espaço pet e espaço de contemplação. Todos os ambientes serão entregues equipados e decorados. O acesso para a área social será por biometria.

| Divulgação

O edifício também vai elevar o padrão de sustentabilidade dos empreendimentos da Swell Construções. A partir dele, todos os prédios residenciais da incorporadora vão produzir 100% da energia necessária para a demanda de consumo da área comum por meio de placas fotovoltaicas. O sistema será dimensionado em função do tamanho do condomínio e a autossuficiência de energia nas áreas de lazer se dará pelo desempenho medido em 12 meses.

“Esse abastecimento varia mensalmente, pois depende do consumo do condomínio e da geração de energia. Nos meses de maior geração, a concessionária vai gerar créditos para o condomínio, compensando os meses de menor geração. E, ao fim do ano, toda a demanda será atendida pelos painéis solares, gerando economia aos moradores”, explica o diretor de engenharia da Swell, Thiago Pissetti.

| Divulgação
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]