Foto: Divulgação/Amazon
Foto: Divulgação/Amazon| Foto:

Todos têm pelo menos uns dois ou três tipos de cabide no armário. Alguns de madeira, outros de plástico, talvez até um de veludo. O que poucos sabem é que os formatos e materiais de cada cabide podem fazer uma grande diferença, se colocados com as roupas certas. Para cada peça existe um tipo de cabide, adequado ao tecido e peso de cada uma. Confira algumas dicas da personal organizer Kalinha Carvalho e da HAUS para não errar na escolha:

1 – O cabide de arame ou aço é geralmente o mais barato, normalmente usado em lavanderias, e pode acomodar qualquer tipo de roupa, mas são ideais para calças jeans e roupas menos delicadas.

Foto: Tok&Stok/Reprodução
Foto: Tok&Stok/Reprodução

2 – Já os cabides de madeira são indicados para roupas pesadas, como casacos de inverno, pois são muito resistentes. Para ternos, blazers, tailleurs e camisas a melhor escolha são aqueles com as pontas encorpadas, que sustentam a estrutura da peça.

Foto: Tok&Stok/Reprodução
Foto: Tok&Stok/Reprodução

3 – Os cabides de plástico são pouco resistentes, por isso são melhores para roupas leves, como regatas, blusas, saias, camisas e vestidos curtos. Para vestidos e regatas uma boa opção são aqueles com sancas que não deixam as peças escorregarem. Caso o seu cabide não tenha as sancas, uma dica é pingar uma gota de cola quente nas extremidades, que fará o mesmo trabalho de impedir que a roupa caia.

Foto: Tok&Stok/Reprodução
Foto: Tok&Stok/Reprodução

4 – Já os cabides de veludo são menos usados, pois são mais específicos para peças que têm o tecido muito delicado, como o chiffon ou seda.

Foto: Divulgação/Amazon
Foto: Divulgação/Amazon

Kalinha também explica que a forma como se usa o cabide no armário faz toda a diferença na organização. A sugestão da personal organizer é de pendurar apenas uma peça por cabide, facilitando a visualização de todas. Outra dica vale para ternos e camisas: é recomendável fechar o primeiro botão e arrumar a gola, para evitar deformações. Além disso, as roupas de malha, tricô ou elástico podem ser dobradas, não penduradas, e os cabides podem ser padronizados por cor. A dica final é: sempre deixe os cabides na mesma direção.

”Sempre quando surgir a dúvida sobre qual cabide utilizar para determinada situação, a dica é sempre avaliar espaços, tecidos e funcionalidades da peça. A partir disso, basta investir no modelo que melhor atenda à necessidade”, explica Kalinha.

 

Confira algumas opções de cabides criativos:

Foto: Tok&Stok/Reprodução
Foto: Tok&Stok/Reprodução
Foto: Tok&Stok/Reprodução
Foto: Tok&Stok/Reprodução
Foto: Reprodução/Enfim Casada
Foto: Reprodução/Enfim Casada
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]