0

Modelo sustentável para Minha Casa Minha Vida terá energia solar e 98% do esgoto tratado no local

O protótipo, realizado pelo Tecpar, tem 44m² e atinge ao mesmo tempo condições do Minha Casa Minha Vida e metas de desenvolvimento sustentável da ONU. Projeto foi apresentado nesta terça (9)

O Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), em parceria com a Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) e a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, apresentou, nesta terça-feira (9), o protótipo da Casa Sustentável, que testa tecnologias verdes em uma moradia de 44 metros quadrados com custos que podem ser enquadrados nas condições do Minha Casa, Minha Vida.

Um protótipo da nova Casa Sustentável, desenvolvida pelo Tecpar, foi apresentada nesta terça (4). Foto: divulgação

por Aléxia Saraiva

10/10/2018

compartilhe

Habitações sociais e tecnologias sustentáveis: o paradigma de duas áreas que não costumam se cruzar foi quebrado com o novo protótipo da Casa Sustentável apresentado nesta terça-feira (9) pelo Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar). Com 44 m², a ideia é que os custos da casa possam enquadrá-la nas condições de construção dentro do programa Minha Casa, Minha Vida. Ao mesmo tempo, o objetivo do projeto é torná-la o mais sustentável possível, produzindo sua própria energia elétrica e tratando o esgoto produzido.

A iniciativa integra o projeto Smart Energy Paraná, e foi realizada em uma parceria da Tecpar com a Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) e a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti).

Nove soluções sustentáveis

A residência inclui sala, dois quartos, cozinha e banheiro. São nove principais medidas sustentáveis aplicadas na casa: iluminação LED, ventilação cruzada, painéis fotovoltaicos, aproveitamento de água da chuva, tinta com baixo nível de Compostos Orgânicos Voláteis, chuveiro com vazão de 8 litros/minuto, vaso sanitário com descarga de dois tempos, telhado branco (para refletir o calor) e madeira de reflorestamento certificada.

O Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar), em parceria com a Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) e a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, apresentou, nesta terça-feira (9), o protótipo da Casa Sustentável, que testa tecnologias verdes em uma moradia de 44 metros quadrados com custos que podem ser enquadrados nas condições do Minha Casa, Minha Vida.

Quatro painéis fotovoltaicos geram energia para a casa, gerando economia. Foto: Aléxia Saraiva/Gazeta do Povo

“Além disso, 98% do esgoto gerado é tratado na própria casa e a água que sai não polui. Esse sistema ainda utiliza pneus, um resíduo de descarte complicado na natureza, e restos de construção”, destaca o diretor-presidente do Tecpar, Júlio Felix.

Segundo Felix, a estimativa é de que essas soluções façam o orçamento de construção da residência ser apenas 5% maior do que o de uma casa convencional — o custo da construção do protótipo foi de R$ 99,6 mil, financiados pela Seti. Além disso, elas abrangem sete dos 17 objetivos sustentáveis do milênio — a chamada Agenda 2030, criada pela Organização das Nações Unidas (ONU) e que estabeleceu metas a serem cumpridas para diminuir o impacto humano sobre o planeta.

LEIA TAMBÉM

Com nova certificação, Brasil ganha destaque em ranking de sustentabilidade

Para o secretário de Desenvolvimento Urbano, Silvio Barros, o desafio é transferir as soluções sustentáveis que já funcionam em edifícios públicos para residências particulares de baixa renda. “Cerca de 15% do custo da vida útil de um edifício é a construção. Os 85% restantes são a sua manutenção ao longo do tempo. Quando você investe um pouco mais na construção e torna esses edifícios sustentáveis, a gente reduz a manutenção de uma forma muito significativa. Se você faz uma casa que gera a própria energia, a economia de luz já representa um impacto muito positivo”, acrescenta.

Próximos passos

O protótipo, construído dentro do campus da Tecpar em Araucária (PR), passa agora por uma fase de testes. Segundo Barros, essa etapa inclui validações e estudos de eficiência a serem realizadas pelo Tecpar, verificando, por exemplo, se os painéis de energia solar realmente atendem as necessidades de uma família de quatro pessoas.

Inauguração do protótipo aconteceu nesta terça (9), no campus da Tecpar em Araucária (PR). Foto: Aléxia Saraiva/Gazeta do Povo

Além desta unidade, outras duas Casas Sustentáveis com mesmo projeto serão construídas para dar esse feedback. Uma será construída no campus da Tecpar em Jacarezinho (PR) e outra pela Cohapar na Região Metropolitana de Curitiba. “Com as três, nós temos condições de fazermos um estudo estatístico dos resultados e ter um projeto que vem a ser imediatamente incorporado para os conjuntos habitacionais do Paraná”, aponta Felix.

LEIA MAIS

Bairro de Curitiba vai mudar de cara com mega fazenda urbana

8 recomendações para você