i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Paris terá novo parque gigante ao redor da Torre Eiffel para Olimpíadas de 2024

  • PorAléxia Saraiva
  • 24/05/2019 14:00
Foto: divulgação/GP+B
Foto: divulgação/GP+B| Foto:

Em breve, a Cidade Luz será também a cidade do verde. É o que propõe o projeto vencedor do concurso de Paris para revitalizar a área do entorno da Torre Eiffel, criando um parque inteiramente novo — parte das novidades da cidade para as Olimpíadas de 2024. Chamado de OnE, o projeto é assinado pelo escritório inglês Gustafson Porter + Bowman.

Projeção da nova vista da região que concentra a Torre Eiffel e outros pontos turísticos satélites. Foto: divulgação/GP+B
Projeção da nova vista da região que concentra a Torre Eiffel e outros pontos turísticos satélites. Foto: divulgação/GP+B

A proposta é, com o parque, dar uma continuidade aos diferentes pontos turísticos que ficam próximos à Torre Eiffel. Segundo a paisagista responsável pelo projeto, Kathryn Gustafson, a área está atualmente “dividida em várias pequenas coisas que não funcionam”.

Assim, o parque deixa a torre no centro de uma área 54 hectares que liga, em um único eixo, os seguintes pontos turísticos: a Place du Trocadéro, o Palais de Chaillot, a Pont d’Iéna, o Champs de Mars e a École Militaire.

Ponte e vias fechadas para carros

Pont d’Iena, ponto alto da transformação prevista no projeto. Foto: divulgação/GP+B
Pont d’Iena, ponto alto da transformação prevista no projeto. Foto: divulgação/GP+B

Um dos destaques do projeto é a transformação prevista na Pont d’Iena, que atravessa o Rio Sena em direção à torre. Atualmente com alto fluxo de trânsito, ela será fechada para carros, dando lugar a uma praça com corredores arborizados voltada aos turistas. A exceção fica por conta de ônibus e veículos emergenciais, que terão corredores laterais de acesso.

Vista atual da Pont d'Iéna, Torre Eiffel e Champs de Mars (ao fundo). Foto: Wikimedia Commons
Vista atual da Pont d'Iéna, Torre Eiffel e Champs de Mars (ao fundo). Foto: Wikimedia Commons

Outro ponto alto do projeto é a revitalização da região do Trocadéro — que conta com uma das estações de metrô mais usadas pelos turistas para chegar à torre. Um novo jardim será vizinho do pátio dos Direitos do Homem, entre os dois prédios do Palais de Chaillot, área que vai ganhar um “anfiteatro verde”. Mais próximo ao Sena, a rotatória existente dará lugar a uma via de mão única. As lojas e quiosques da região também entram no horizonte do projeto, passando por uma requalificação.

Foto: divulgação/GP+B
Foto: divulgação/GP+B

20 milhões de visitantes ao ano

O parque faz parte dos planos da Prefeitura de Paris e da empresa que opera a Torre Eiffel, a Sete (sigla em francês para Sociedade de Aproveitamento da Torre Eiffel), para melhor acolher os visitantes da torre — são 20 milhões de pessoas que passeiam pelos arredores do monumento, enquanto apenas 7 milhões efetivamente se aventuram a subi-la, segundo o jornal Le Monde. A conclusão das instituições é que a cidade deveria aproveitar esse movimento turístico orgânico com uma melhor infraestrutura.

Foto: divulgação/GP+B
Foto: divulgação/GP+B

O orçamento previsto pela Prefeitura de Paris para a obra é de 72 milhões de euros (cerca de R$ 324 milhões). O projeto ainda vai passar por uma fase de consulta pública com moradores e visitantes a partir do dia 5 de junho.

A previsão é de que as obras comecem ao final de 2020 e sigam até 2023, em que ocorre a entrega da primeira parte do projeto, que vai da região do Trocadero até o centro do Champs de Mars. As obras devem recomeçar após as Olimpíadas, seguindo até 2030 com a entrega do percurso até a École Militaire.

Foto: divulgação/GP+B
Foto: divulgação/GP+B

Assista ao vídeo que mostra o projeto completo:

LEIA MAIS

Paris decide manter margem do rio Sena proibida para carros

Por falta de adesão popular, Paris desiste de oferecer transporte público gratuito

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.