Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Detalhe da biografia de Hitler escrita por Ian Kershaw | Divulgação
Detalhe da biografia de Hitler escrita por Ian Kershaw| Foto: Divulgação

Muito já foi escrito sobre o Nazismo em mais 100 anos desde que a ideologia começou a ganhar popularidade na Alemanha. As milhares de obras vão desde apanhados históricos mais amplos, biografias de personagens importantes, relatos de fatos mais específicos, como julgamentos de crimes de guerra, até romances fieis à época ou mesmo ficções científicas que imaginam cenários distópicos. 

A lista a seguir mostra 12 livros que tentam entender por que aquele terrível período da história da humanidade aconteceu. 

Eichmann em Jerusalém: Uma reportagem sobre a banalidade do mal 

Autor: Hannah Arendt 

Editora: Companhia das Letras 

Qual é o tema do livro: Era esperado que o julgamento de Adolf Eichmann em Israel, em 1960, fosse o maior envolvendo o nazismo desde o tribunal de Nuremberg. Mas o processo se mostra decepcionante nesse sentido. O carrasco nazista, tido como um dos principais responsáveis pela "Solução Final", se mostra dono de uma personalidade medíocre, um burocrata. 

Por que é importante ler: O livro é uma das obras mais importantes da filosofia política do século XX. Arendt foi enviada especial da revista New Yorker para cobrir o julgamento e seu trabalho se tornou referência. Seu relato, que mistura jornalismo e filosofia, mostra como a frieza da burocracia pública tem o potencial para banalizar o mal. 

Detalhe do livro ‘Eichmann em Jerusalém: Uma reportagem sobre a banalidade do mal’Divulgação

Ravensbrück - A História do Campo de Concentração Nazista Para Mulheres 

Autora: Sarah Helm 

Editora: Record 

Qual é o tema do livro: A autora conta a história de um campo de concentração por onde, durante seis anos, passaram cerca de 130 mil mulheres, sendo que aproximadamente 50 mil foram mortas — entre elas Olga Benário, militante comunista alemã que viveu no Brasil na década de 1930, quando foi guarda-costas de Luís Carlos Prestes, com quem teve uma filha. 

Por que é importante ler: A pesquisadora fez questão de escrever a obra sob o ponto de vista feminino, lembrando que a grande maioria das obras sobre o Nazismo, escritas por homens, esquece do campo de Ravensbrück. O livro enfatiza como as prisioneiras formaram estruturas de apoio mútuo para tentar sobreviver ao campo e nos lembra que as perseguições nazistas não envolviam apenas judeus, mas outras pessoas "indesejáveis", como lésbicas, viciadas e comunistas. 

As Mulheres do Nazismo 

Autora: Wendy Lower 

Editora: Rocco 

Qual é o tema do livro: A obra mostra como quase toda uma geração de jovens alemãs foi levada a participar ativamente da engrenagem nazista. Conquistadas pela propaganda e pelo forte sentimento nacionalista, trabalharam para o regime em variadas funções. 

Por que é importante ler: Tomando como base as histórias de 13 mulheres, a autora tenta entender como elas nem só foram conquistadas pela ideologia como se tornaram frias assassinas a serviço do regime. Essa visão pouco explorada em outras obras torna o livro um original e perturbador relato de como uma sociedade doentia leva pessoas aparentemente comuns a cometerem terríveis atrocidades. 

Nathalia Savini

Ascensão e Queda do Terceiro Reich 

Autor: William L. Shirer 

Editora: (esgotado) 

Qual é o tema do livro: O trabalho do jornalista norte-americano é considerado o pai (ou avô) das obras históricas sobre o nazismo. Lançado em 1960, conta como surgiu e se desenvolveu o Nazismo alemão, desde o nascimento de Hitler até o fim da Segunda Guerra, em 1945. 

Por que é importante ler: Como correspondente em Berlim na década de 1930, Shirer acompanhou de perto a ascenção do Nazismo. Com precisão e um nível de detalhamento espantoso, o autor produziu uma obra até hoje considerada uma das mais completas sobre o Terceiro Reich, que mostra como os delírios do Nacional Socialismo levaram a Alemanha a provocar a Segunda Guerra. 

KL – A História dos Campos de Concentração Nazis 

Autor: Nikolaus Wachsmann 

Editora: Leya (Portugal) 

Qual é o tema do livro: É uma história geral sobre os campos de concentração nazistas, tema surpreendentemente pouco explorado, ao menos de forma exaustiva como Wachsmann fez. O relato começa na concepção dos campos, em 1933, até seu fim, em 1945. Por eles passaram cerca de 2,5 milhões de pessoas - 1,7 milhão delas não sairam vivas de lá. 

Por que é importante ler: Wachsmann foge da tendência recente de se ver a Alemanha nazista como um país em que existia consenso em relação ao regime de Hitler. Seu estudo lança novas visões sobre os horrores dos campos de concentração. Por exemplo, muitos deles no início não aprisionavam judeus, mas um número impressionante de oponentes políticos, como comunistas e sociais-democratas, e pessoas de comportamento considerado degenerado pelo regime, como homossexuais. 

Hitler 

Autor: Ian Kershaw 

Editora: Companhia das Letras 

Qual é o tema do livro: O autor conta a história de Hitler o situando no contexto social, político e econômico da Alemanha naquele período, que possibilitaram a ascensão ao poder de um homem aparentemente limitado, sob os olhos da elite alemã e das outras potências do Ocidente. 

Por que é importante ler: Os dois volumes que compõem a obra são considerados a biografia definitiva do ditador nazista. Entre suas fontes de informação está o diário de Goebbels, resgatado no início da década de 1990. O trabalho revela a intimidade de Hitler e informações que derrubam teorias recentes sobre sua inocência em relação à chamada Solução Final. 

Minha Luta 

Autor: Adolf Hitler 

Editora: Centauro 

Qual é o tema do livro: Nesse livro de dois volumes escrito entre 1925 e 1926, Hitler expressa suas ideias antissemitas, racistas e nacional-socialistas. Após a ascensão do Nazismo o trabalho se tornou uma espécie de manual ideológico e sua leitura era quase obrigatória para os alemães da época. A obra caiu recentemente em domínio público mas sua publicação ainda é alvo de polêmicas e disputas judiciais por todo o mundo - algumas livrarias só aceitam vender versões comentadas. 

Por que é importante ler: Figura carimbada nas vitrines dos sebos, Minha Luta é importante por ser um extenso documento escrito pela figura mais cruel dos últimos tempos. Sua leitura, no entanto, é uma tarefa ingrata, tanto pelo tema como pela falta de qualidade. Vale, porém, para que as ideias de Hitler possam ser comparadas com o que vem sendo disseminado atualmente por políticos em inflamados discursos de ódio. 

O Diário de Anne Frank - Edição Definitiva 

Autor: Anne Frank (editada por Otto H. Frank e Mirjam Pressler) 

Editora: Record 

Qual é o tema do livro: Publicado originalmente em 1947, o livro se tornou um dos relatos pessoais mais conhecidos da época em que o nazismo dominou boa parte da Europa. Apenas recentemente, porém, as anotações da adolescente durante o período em que ela e sua família se esconderam em Amsterdã da perseguição antissemita foram publicadas na íntegra. 

Por que é importante ler: Por ser escrito por alguém que foi vítima do antissemitismo, durante a sua pior fase e sem a intenção de ser publicado, o trabalho é um relato comovente de como o Nazismo podia tornar um verdadeiro inferno a vida de pessoas comuns, apenas pelo fato de pertencerem a grupos considerados inimigos daquela ideologia. 

Berlin Alexanderplatz 

Autor: Alfred Döblin 

Editora: Martins Editora 

Qual é a história do livro: Franz Biberkopf, morador do bairro operário de Alexanderplatz, em Berlim, sai da prisão após quatro anos e se depara com uma realidade bastante diferente da que viu ao ser preso: uma sociedade alemã em recessão, corrupta e imersa no fanatismo político. 

Por que é importante ler: Concebido em 1929, portanto bem antes da Segunda Guerra e mesmo do Partido Nazista tomar o poder na Alemanha, o épico é um retrato da situação caótica do país europeu na época. Obra-prima do autor, tido como um James Joyce alemão, mostra como o nazismo conquistava adeptos entre os mais desamparados. 


O Leitor 

Autor: Bernhard Schlink 

Editora: Record 

Qual é a história do livro: Assim como a obra de Hannah Arendt, o livro de Schlink também envolve um tribunal, nesse caso fictício. Conta a história de um jovem que por acaso acaba acompanhando o julgamento de sua amante na adolescência, acusada de crimes de guerra em um campo de concentração. O livro originou o filme de mesmo nome, que deu um Oscar à atriz Kate Winslet. 

Por que é importante ler: Publicado na Alemanha em 1995, o livro também traz, através de um texto fácil e de leitura rápida, questões filosóficas e morais importantes durante o pós-guerra, período em que muitos nazistas foram julgados por crimes cometidos na época. 

O Homem do Castelo Alto 

Autor: Philip K. Dick 

Editora: Aleph 

Qual é a história do livro: Um dos principais romances do autor, escrito em 1962, mostra uma realidade distópica sombria na qual a Segunda Guerra Mundial foi vencida pelos alemães nazistas e pelos japoneses, que passam a dominar os Estados Unidos. Lá, negros são escravos e judeus têm que viver com identidades falsas. O trabalho também foi adaptado para as telas em uma elogiada série, disponível para os assinantes da Amazon. 

Por que é importante ler: Através da metalinguagem, que envolve um livro dentro do livro em que os aliados é que vencem a guerra, Dick levanta uma questão sobre o que é, afinal, a realidade. Também faz pensar em como o mundo poderia ter sido se a guerra tivesse um resultado diferente. 

A Menina Que Roubava Livros 

Autor: Markus Zusak 

Editora: Intrínseca 

Qual é a história do livro: Liesel Meminger, uma garota que foi adotada por uma família alemã em 1939, furta livros numa época em que muitos eram queimados pelo regime nazista. A obra, lançada em 2005, foi adaptada para o cinema em 2015. 

Por que é importante ler: A história ganha em originalidade por ser contada por um narrador inusitado: a morte, que cruza o caminho da menina em algumas ocasiões durante a Segunda Guerra. É um retrato interessante de como a guerra e a impiedosa perseguição dos nazistas aos seus inimigos podia afetar até mesmo as vidas de crianças, ao mesmo tempo em que mostra que a generosidade pode sobreviver mesmo nas piores condições. 

11 filmes que mostram os horrores e a crueldade do nazismo //bit.ly/2h8PrtZ

Publicado por Ideias em Quarta-feira, 25 de outubro de 2017
6 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]