Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
PUBLICIDADE

Comércio

Circuito de feiras mostra as novidades

Eventos especializados atraem público e são considerados pelos lojistas o lugar ideal para a prospecção de clientes e realização de vendas

  • Taiana Bubniak
Montagem da Home Fair: evento atrai público superior a seis mil pessoas; para este ano, a expectativa é movimentar cerca de R$ 8 milhões em negócios |
Montagem da Home Fair: evento atrai público superior a seis mil pessoas; para este ano, a expectativa é movimentar cerca de R$ 8 milhões em negócios
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Encontrar novos consumidores e atingir um público amplo em poucos dias. Esse é o objetivo das empresas que se dispõem a montar estandes nas feiras do setor de móveis e de­­coração. Nesses espaços, o fluxo de pessoas é maior do que nas lojas e quem vai até lá está mais inclinado a comprar, de acordo com empresários do segmento.

“Participar de uma grande feira do setor, que teve um trabalho de publicidade acertado, pode significar que em cinco dias atingimos um público equi­­valente ao que passaria por uma loja em seis meses”, calcula Thiago Florenzano, di­­retor comercial da House In, que comercializa móveis, utilidades para casa e objetos de decoração. Ele argumenta ainda que a prospecção de clientes, nesses espaços, tende a fun­­cionar de forma mais efetiva e que quase 10% dos clientes que iniciam uma conversa no stand fecham negócio ali mesmo.

Nove feiras

A União Brasileira dos Promo­­to­­res de Feiras (Ubrafe) espera a realização de nove grandes feiras do setor de móveis, decoração e utilidades domésticas em 2012, que devem ocorrer em Curitiba, São Paulo (SP) e Mi­­rassol (SP). A estimativa do órgão é que essas nove feiras vão atrair mais de 410 mil profissionais da área e cerca de 1.810 expositores, de pequenas a grandes empresas.

Os lojistas enxergam nas feiras a oportunidade de negócio. “É de praxe fazer feira e nós participamos desse tipo de evento pelo menos duas vezes por ano, há 23 anos. A feira é uma das melhores maneiras de chegar até o cliente”, avalia Ci­­bele Bonora, arquiteta da La­­vick. Para ela, esta é uma das melhores maneiras de contato com o cliente. Cibele comenta que estar presente nos eventos traz bom retorno dos clientes. “Estar nas feiras também gera indicações e clientes futuros. Às vezes, alguém que esteve em uma feira indica a loja para um conhecido ou amigo”, aponta.

Rafael Boscardin, sócio-proprietário da Scarbodini Esto­­fados, comenta que, em média, 80% da previsão de negócios para feiras são alcançados. “Nós alinhamos nossa oferta ao público e características de cada feira e chegamos aos consumidores que almejamos”, diz.

Números

As estratégias para venda adotadas por industriais e lojistas do mercado de móveis parece funcionar. De acordo com dados da Associação Brasileira das Indús­trias do Mobiliário (Abimóvel), entre janeiro e dezembro de 2011, houve alta de 16,6% nas vendas do setor e os valores das mesmas cresceram 13,1%.

Mudança no mercado

A Diretriz, empresa promotora das feiras Lar e Decoração e Mobiliar – que aconteciam há 28 e 14 anos, respectivamente – mudou a estratégia no setor. Neste ano, não produzirá feiras para este setor. No entanto, em 2013, vão lançar a Móvel A, que tem como objetivo apresentar espaço para o fabricante de móveis. O público desta feira serão profissionais das áreas de decoração e arquitetura, que compram em maior quantidade. “As outras feiras que organizávamos eram destinadas ao varejo e ao consumidor final. Mas havia espaço para algo maior e mais seletivo”, comenta o presidente da Diretriz, Carlos Jung.

Home Fair abre hoje para o público

A Ho­­me Fair acontece no Park Cul­­tu­­ral do Park Shopping Barigui e terá edições em março – de hoje a do­­mingo – e em agosto. O organizador da feira, Claudinei Ribeiro, con­­ta que a iniciativa será repetida por conta do sucesso da primeira edi­­ção. “Oferecemos um padrão de qualidade único e fazemos a se­­leção minuciosa das empresas que vão expor seus produtos”, explicNa primeira edi­­ção da feira, mais de 6 mil pessoas passaram pelo pavilhão e fo­­ram negociados cerca de R$ 6 mi­­lhões. Neste ano, a expectativa do organizador é atingir um público superior a 8 mil pessoas e a cifra mo­­vimentada aumentar cerca de 30%.

Os fatores para o sucesso da feira, além dos expositores, são a mídia e o local onde serão montados os estandes. “O lugar é agradável porque está dentro de um shopping”, defende Ribeiro. Ele conta também que entre a primeira e a segunda edição o valor investido em propaganda dobrou.

Para garantir o sucesso do estande, o organizador da Home Fair comenta que as lojas investem em assessoria para os clientes. “Grande parte das empresas oferece serviço de consultoria e quer cativar o cliente, para que ele não se arrependa da compra”, afirma.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Imóveis

PUBLICIDADE