Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
PUBLICIDADE

Meio ambiente

Curitiba entra na era dos edifícios sustentáveis

O Curitiba Office Park conquistou a primeira certificação internacional na área. Outros 22 projetos da capital buscam o mesmo selo de qualidade

  • Ana Carolina Nery
Eduardo Schulman, da Top Imóveis, e Lucélia Monteiro, da BP, no Curitiba Office Park |
Eduardo Schulman, da Top Imóveis, e Lucélia Monteiro, da BP, no Curitiba Office Park
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Curitiba ganhou o primeiro edifício sustentável, com certificação Leed (Líder em Energia e Design Ambiental), após rigorosa avaliação pela ONG americana U.S. Green Building Council (USGBC), seguindo parâmetros americanos de construção. O edifício Curitiba Office Park atingiu pontuação necessária de acordo com critérios de racionalização de recursos, como água e energia. Incorporado pela BP Empreendimentos e Top Imóveis, é o primeiro prédio certificado do Paraná e do Sul do Brasil. Outros 22 empreendimentos, somente de Curitiba, estão em processo de certificação pela USGBC. Entre eles estão o Aroeira Office Park, da Aroeira Administração; o Iguaçu 2820, da Laguna Constru­­tora & Incorporadora Ltda; e o AR 3000 Cabral Corporate and Offices, da Construtora Andrade Ribeiro. Em todo o país já são 31 empreendimentos certificados – 26 em São Paulo, quatro no Rio de Janeiro e um na Bahia.

O empreendimento não está sozinho nessa “onda verde”. A Universidade Tecnológica Fede­­ral do Paraná (UTFPR) busca o primeiro selo Aqua de Curitiba com o Escritório Verde, um centro de educação para o desenvolvimento sustentável. O processo Aqua é uma outra certificação de sustentabilidade, desenvolvida e adaptada à realidade brasileira pela Fundação Vanzolini. A instituição é mantida por professores do Departamento de En­­genharia de Produção da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP).

Entre as soluções adotadas pela UTFPR estão mantas de pneu reciclado nas paredes e vidros du­­plos nas janelas (con­­forto acústico), piso em plástico reciclado, painel com lã de garrafa pet reciclada (isolamento térmico), lâmpada de led (economia de energia), tubos de luz com prismas (iluminação natural), áreas de drenagem e telhado verde.

O Curitiba Office Park foi inscrito na categoria Core & Shell da USGBC, que compreende projeto e construção de prédios de escritórios de grandes lajes – o COP tem 14 mil metros quadrados de área construída e 1.350 de laje –, e alcançou certificação de nível Prata (28 a 33 pontos). Outros níveis são Certificado (23 a 27), Ouro (34 a 44) e Platina (45 a 61). Uma lista imensa precisa ser atendida e a pontuação é diferente para cada item. “Como pioneiros no processo e com as regras não muito claras, acredito que chegamos muito longe atingindo essa classificação. Mais importante que o nível, é a certificação”, afirma o diretor da Top Imóveis, Eduardo Schulman. O investimento foi de R$ 35 milhões no projeto da primeira torre, concluída em 2009, de 5 a 7% a mais do que um edifício comum, conforme estimativa da Leed. O projeto prevê até três torres.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Imóveis

PUBLICIDADE