Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
PUBLICIDADE

Experiência

Levando o cliente às alturas

Construtoras apostam em ações inovadoras, como passeio de balão, para conquistar compradores

  • Taiana Bubniak
Apreciar a cidade em passeio de balão alimenta desejo por aparta-mentos do Le Soleil: experiên- cia comple-menta observação da maque-te no plantão de vendas |
Apreciar a cidade em passeio de balão alimenta desejo por aparta-mentos do Le Soleil: experiên- cia comple-menta observação da maque-te no plantão de vendas
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Levando o cliente às alturas

Que tal subir em um balão até a altura do andar em que ficará o apartamento que você pensa em adquirir? É o que ganham os visitantes do plantão do Le Soleil, que está sendo construído no Ecoville. O apelo do visual da cidade que se descortinará pelas janelas do prédio, junto ao bosque na área do empreendimento, não se restringe à maquete e folders de divulgação. A construtora VCG percebeu que, ao proporcionar essa experiência para clientes em potencial, o desejo de compra é atiçado – com uma pitada extra de adrenalina. Para completar, a empresa oferece o passeio completo de balão, com uma hora de duração, para quem fecha negócio.

Trata-se de uma ação inovadora, mas não é isolada. Incorporadoras e imobiliárias perderam a timidez e estão descobrindo que o mar­keting pode ir além das táticas convencionais.

Desde o dia 13 de abril o balão da VCG atrai olhares – mesmo de quem não pensa em comprar apartamento. “A manutenção da área verde, com o bosque privativo, e o posicionamento dos prédios com uma vista exclusiva para a cidade são características que queremos mostrar para o cliente”, explica Maria Victoria Kalil Marquesi, gerente de incorporação da VCG.

O investimento valeu a pena, diz a executiva. “O fato de ter um balão circulando já é um atrativo que leva o cliente ao plantão de vendas, onde ele acaba conhecendo o projeto e o terreno”, comenta. A VCG não revela quanto investiu na ação promocional. Maria Victoria afirma que foi mais compensatório adquirir um balão exclusivo, com logomarca da empresa, do que alugar o equipamento. Há custo também na manutenção dos voos, feitos por uma empresa de Campo Largo. O balão está disponível no plantão de vendas do Le Soleil nos finais de semana em que a condição climática favorece.

Bom humor

A Rede Imóveis, que congrega onze grandes imobiliárias da cidade, investiu na inovação pelo viés do bom humor. A campanha “Se existe a Rede acha” tem um vídeo na internet que mostra os desejos esquisitos de um cliente na busca pelo imóvel ideal. O material produzido pela Peppers Criação & Design e pela produtora WG7BR reforça o conceito da associação de empresas de que, atuando em grupo, podem atender melhor – no final da história, a Rede Imóveis encontra o que o cliente “difícil” procurava. Até o início dessa semana, o vídeo contava mais de 22 mil visualizações.

Já a construtora Víncere apostou na regionalização e na interação com moradores do bairro onde a empresa tem um lançamento residencial. A página do Refuge Parque Bacacheri em rede social traz desde fotos históricas até dicas do dia a dia, personagens e notícias da região. Há também um resgate de tradições e lendas do Bacacheri, que tem locais marcantes como a Base Aérea, o parque, o Museu Egípcio, o Corpo de Bombeiros e construções antigas em madeira.

Dinâmico

A fórmula de informações sobre o produto misturadas a conteúdo diversificado obteve como resultado, até agora, quase 2 mil fãs desde dezembro de 2012. “É um excelente resultado em se tratando de um único empreendimento, e ainda mais, sendo regionalizado”, observa Edvaldo Corrêa, diretor do Grupo Noster, do qual a construtora Víncere faz parte. “O conteúdo tem um tom informal e dinâmico. Não fala só do produto, por isso não fica chato nem invasivo”, comenta o executivo, lembrando que a ação na internet não pode ficar “descolada” de outras iniciativas da empresa, dentro de um plano de marketing abrangente.

De acordo com Corrêa, a página tem gerado grande interação de moradores da região – exatamente o público que a Víncere busca. “As pesquisas nos mostram que o potencial comprador do Refuge mora no Bacacheri ou no entorno”, afirma.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Imóveis

PUBLICIDADE