Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Nesta sexta-feira, a quantia estimada de migrantes no local chegou a cerca de 12 mil pessoas
Nesta sexta-feira, a quantia estimada de migrantes no local chegou a cerca de 12 mil pessoas| Foto: EFE/Congressista Tony Gonzales

Um número crescente de migrantes, a maioria haitianos, tem se concentrado nos últimos dias sob uma ponte que liga o México ao município de Del Rio, no sul do estado americano do Texas. Nesta sexta-feira (17), a quantia estimada de pessoas no local chegou a cerca de 12 mil, o que motiva críticas à política migratória do presidente americano Joe Biden. A expectativa é que o número cresça ainda mais nos próximos dias.

Segundo a Reuters, muitos haitianos relataram que vieram da América do Sul, principalmente do Brasil ou do Chile, e que tomaram a decisão de tentar entrar nos Estados Unidos porque não conseguiram obter status legal nos países onde estavam ou porque sofriam com o desemprego. No acampamento improvisado, também há pessoas de outras nacionalidades, como cubanos, venezuelanos e nicaraguenses.

Ao assumir a presidência, em janeiro, Biden, do Partido Democrata, reverteu muitas das políticas migratórias do seu antecessor, o republicano Donald Trump, mas manteve o chamado Title 42, mecanismo que permite a rápida expulsão da maioria dos imigrantes ilegais que são flagrados cruzando a fronteira dos Estados Unidos com o México, sob o argumento de evitar a disseminação da Covid-19 em instalações de detenção.

Grupos pró-imigrantes e filiados ao próprio partido do presidente criticaram a decisão por entenderem que ela restringe o acesso legal ao asilo, e nesta semana, um juiz federal dos Estados Unidos decidiu que a medida não poderia mais ser aplicada a famílias.

As imagens da multidão sob a ponte motivaram críticas da oposição republicana. O governador republicano do Texas, Greg Abbott, anunciou que pretende apresentar uma lei para aumentar o orçamento de segurança da fronteira no estado para US$ 3 bilhões. “As políticas de fronteira aberta de Biden criaram uma crise em nossa fronteira sul”, criticou, numa publicação no Twitter nesta semana.

O senador texano Ted Cruz, também do Partido Republicano, disse à Fox News que o número de migrantes debaixo da ponte em Del Rio aumentou de aproximadamente 700 para mais de 10 mil pessoas apenas entre a semana passada e quinta-feira (16).

“Isso aconteceu porque se espalhou a informação de que, para quem é do Haiti, Joe Biden e Kamala Harris (vice-presidente) disseram: 'Temos fronteiras abertas, venha para Del Rio, e eles vão deixar você entrar'. É uma decisão política, à qual Joe Biden poderia dar fim simplesmente seguindo a lei e dizendo que vai enviar as pessoas de volta ao Haiti, que é o que a lei federal de imigração exige”, afirmou.

Dados do governo federal divulgados esta semana apontam que mais de 195 mil migrantes foram presos na fronteira sudoeste dos Estados Unidos em agosto, o que, segundo a Reuters, representou uma ligeira queda em relação a julho, mas ainda constituiu um dos índices mais altos em 20 anos.

Nesta sexta-feira, um funcionário do governo americano informou à Associated Press, sob condição de anonimato, que “movimentos massivos” para retirada dos migrantes devem começar no domingo (19), com cinco a oito voos diários para o Haiti.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]