• 08/10/2019 20:29
Protestos

Equador decreta toque de recolher em áreas estratégicas do país

  • 08/10/2019 20:29
  • PorGazeta do Povo
    Polícia de choque usa gás lacrimogêneo para dispersar manifestantes durante confrontos perto da Assembleia Nacional em Quito, Equador, 8 de outubro de 2019
    Polícia de choque usa gás lacrimogêneo para dispersar manifestantes durante confrontos perto da Assembleia Nacional em Quito, Equador, 8 de outubro de 2019| Foto: Martin BERNETTI / AFP

    O presidente do Equador, Lenín Moreno, oficializou a transferência da sede do governo de Quito para Guayaquil nesta terça-feira (8), devido aos protestos que se agravaram no início desta semana. No documento, o governo também estabelece uma limitação do direito à liberdade de trânsito e mobilidade em zonas estratégicas de todo o país entre as 20 horas e 5 horas, de segunda-feira a domingo.

    Segundo a imprensa equatoriana, a restrição se aplicará às imediações de edifícios e instalações estratégicas, como sedes de funções do Estado e outras, que serão definidas pelo Comando Conjunto das Forças Armadas. O Tribunal Constitucional aprovou o Estado de Exceção, decretado por Moreno no dia 3, mas diminuiu a sua validade de 60 para 30 dias. Com isso, o decreto que permite o uso das forças armadas para conter as manifestações estará em vigor até 3 de novembro.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.