• 15/10/2020 13:17
Reportagem do New York Post

Trump diz que pode entrar na Justiça contra redes após Twitter bloquear mensagens

  • 15/10/2020 13:17
    • Gazeta do Povo, com Estadão Conteúdo
    San Francisco, California, USA – 14 March 2019: Twitter, social network official website homepage under magnifying glass. Concept Twitter, social network logo visible on smartphone, tablet screen
    San Francisco, California, USA – 14 March 2019: Twitter, social network official website homepage under magnifying glass. Concept Twitter, social network logo visible on smartphone, tablet screen| Foto: timofeev/Bigstock

    Nesta quarta-feira, o Twitter suspendeu temporariamente a conta da secretária de imprensa da Casa Branca, Kayleigh McEnany, depois que ela publicou o link de uma reportagem do New York Post que denunciava um suposto esquema envolvendo Hunter Biden, filho do candidato democrata à presidência, Joe Biden. Segundo a rede social, a publicação violava as normas da plataforma.

    O Twitter bloqueou todos os tuítes de mensagens diretas que continham a URL da reportagem do New York Post e o Facebook começou a diminuir a distribuição do conteúdo.

    O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, criticou operadoras de redes sociais por bloquearem a disseminação de mensagens de seus apoiadores e sugeriu que pode entrar com ação na Justiça para impedir que essas empresas continuem fazendo isso. "Twitter e Facebook são como um terceiro braço do Partido Democrata", acusou o líder americano.

    O senador republicano Josh Hawley já enviou um requerimento à Comissão Eleitoral Federal para que investigue uma "potencial violação da lei eleitoral federal" por parte das referidas plataformas.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.